Após lambida de cachorro, homem teve que amputar mãos e pernas

"Faça o que você tem que fazer para me manter vivo", afirmou Greg Manteufel, 48 anos, aos médicos

Depois de contrair uma rara infecção sanguínea originada por uma bactéria presente na saliva de cães e gatos, a Capnoctytophaga canimorsus, Greg Manteufel, 48 anos, dos Estados Unidos, teve que amputar suas pernas e mãos.

Tudo começou quando Greg se sentiu enjoado e febril. Depois desses primeiros sintomas, o homem notou certas manchas de sangue surgir em partes do seu corpo, como no peito e no rosto.

Após ir ao hospital e realizar inúmeros exames, o resultado saiu: uma infecção rara ocasionada por uma bactéria presente na saliva de um cachorro, conhecida também pelo nome de sepse.

Segundo o “The Washington Post“, Greg teve algumas complicações durante o tratamento no hospital com antibióticos. Eles não estavam surtindo efeito como esperado e a infecção não foi interrompida, fazendo com que houve-se um bloqueio no fluxo de sangue nas extremidades do corpo de Greg, matando seus tecidos e músculos.

Com a piora na evolução do quadro, foi noticiado a sua companheira Dawn Manteufel que para salvar seu marido, teriam que amputar partes do seu corpo.

“Ele disse aos médicos:’Faça o que você tem que fazer para me manter vivo’. Não há negatividade nele até agora. Ele disse: ‘É o que é, então temos que seguir em frente'”. afirmou Dawn.

Leia também: Em seu 1º aniversário como duquesa, Meghan ganha presente adiantado

O que mais interfere na sua felicidade?

VOTE no Prêmio CLAUDIA e escolha mulheres que se destacaram