CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Abib Maldaun, nutrólogo acusado de abuso sexual, é preso em SP

Com a prisão determinada, a juíza aceitou uma nova denúncia contra Maldaun, e o tornou réu pela segunda vez por crimes cometidos dentro do consultório

Por Da Redação Atualizado em 14 dez 2020, 12h02 - Publicado em 14 dez 2020, 12h30

O médico nutrólogo Abib Maldaun, que foi acusado por ex-pacientes de abuso sexual foi preso nesta segunda-feira (14). A decisão, de acordo com a juíza Ana Cláudia Sillas da 26ª Vara Criminal, a prisão deve-se à gravidade dos crimes que Abib foi acusado.

Ana Cláudia entendeu ser grave o fato no nutrólogo já ter sido condenado pelo mesmo crime, e que durante a tramitação do caso, continuou praticando atos semelhantes com novas pacientes.

 O nutrólogo nega as acusações e informou que se defenderia na Justiça. Abib foi preso próximo ao Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, e sua prisão preventiva já havia sido decretada no início do mês. A defesa de Abib não se manifestou oficialmente sobre a decisão.

Com a prisão determinada, a juíza aceitou uma nova denúncia contra Maldaun, e o tornou réu pela segunda vez por crimes cometidos dentro do consultório.

Entenda o caso

O Ministério Público acusou o médico pelo crime de violação sexual mediante fraude. A denúncia foi apresentada à Justiça no começo do mês de novembro. Nela, 9 vítimas e 7 testemunham relatam abusos cometidos entre os anos de 1997 e 2020, dentro do consultório de Abib, em São Paulo.

Ele já havia sido condenado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo por violação sexual mediante fraude em regime semiaberto e respondia em liberdade. Em julho de 2018, a decisão de condenação por abuso de uma paciente em 2014 foi dada em primeira instância. A defesa do médico recorreu, e a condenação em segunda instância aconteceu no dia 30 de julho de 2020.

  • O que é mieloma múltiplo e como tratá-lo

    Continua após a publicidade
    Publicidade