7 perguntas sobre os Florais de Bach

Reestabeleça o equilíbrio emocional e previna doenças com a terapia que conta com medicamentos à base de essências de flores

Descubra como essências de flores podem melhorar sua vida
Foto: Getty Images

Desenvolvidos em 1936 pelo médico inglês Edward Bach, os florais ganharam fama nos anos 80, quando a medicina alternativa entrou em alta novamente. Obtidos de plantas silvestres, os florais são utilizados como terapia complementar, melhorando o bem-estar e reestabelecendo o equilíbrio das pessoas. Para conhecer um pouco mais sobre a prática, preparamos as respostas para algumas das perguntas mais frequentes sobre o método. Confira:

 

1. Para que servem os florais?

Eles restabelecem o equilíbrio emocional quando há perturbações exageradas, mas servem, sobretudo, como terapia preventiva. Cada um dos 38 florais relaciona-se com um estado mental negativo, traço de personalidade, humor ou temperamento específico, como ódio, inveja, ciúme, culpa, intolerância, impaciência, comportamento egoísta, apatia e amargura. Essas perturbações podem desencadear doenças físicas, pois a saúde depende da maneira como encaramos os problemas da vida, segundo Edward Bach.

 

2. Como eles funcionam?

A força vital e curativa das plantas provoca as transformações. Eles curam não por ataque direto à doença, mas promovendo, por meio de vibrações sutis, a harmonia do corpo e o alívio do sofrimento.

 

3. O efeito pode ser psicológico?

Não. A prova é o uso bem-sucedido em animais e crianças. Pessoas irritadas, que normalmente não respondem a terapias de sugestão, melhoram com o tratamento.

 

4. Eles causam dependência ou provocam efeitos colaterais?

Não. Eles podem ser usados por pessoas de todas as idades e não há perigo de overdose ou efeitos colaterais.

 

5. Há risco de a terapia falhar?

Cerca de 75% dos pacientes melhoram muito, a ponto de não precisar mais de tratamento, mas 25% não reagem aos florais. Isso pode ser atribuído à incapacidade de quem os prescreve em identificar o floral adequado ou à falta de perseverança do paciente.

 

6. Por quanto tempo se deve tomar o floral?

Não há tempo determinado para o tratamento, como na medicina alopática. Quando o paciente melhora pode parar de tomá-lo.

 

7. É importante insistir no tratamento, mesmo sem resultado?

Os florais precisam ser tomados por pelo menos quinze dias. Se ocorrer algum progresso, mesmo que pequeno, é aconselhável manter o tratamento, acrescentando outro medicamento, se necessário.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s