Aos 50, J.Lo usa versão mais sexy do vestido que inventou o Google Imagens

Jennifer Lopez foi a responsável por fechar o desfile da Versace e tirar completamente o ar da sala do evento.

Isso foi meio genial e um tanto emocionante! Há quase 20 anos, durante uma premiação do Grammy Awards, em fevereiro de 2000, Jennifer Lopez surgiu em um belo e decotado vestido Versace. Verde e com estampa tropicaliente, a peça ficou conhecida como Jungle Dress (algo como vestido selva) e “causou” por ter um decote em V que ia além do umbigo da cantora: o frenesi foi imediato.

No dia seguinte ao evento, o Google, que ainda dava seus primeiros passos, teve um boom nas buscas (foi a pesquisa mais popular até então), mas o buscador ainda não tinha uma seção para mostrar o que o povo queria ver. Nascia aí o “Google Imagens”.

Jennifer Lopez

Além disso, logo após a aparição, a demanda pela marca cresceu absurdamente e, com isso, os lucros. A peça é tão icônica que ela foi reeditada por Donatella Versace na coleção pre-fall 2019 da grife e a estampa até ganhou um modelo de tênis. Não foi o suficiente.

Nesta sexta-feira (20), às vésperas do vigésimo aniversário do look, J. Lo foi a responsável por gloriosamente fechar o desfile de Primavera 2020 da marca durante a Semana de Moda de Milão com uma versão ainda mais ousada dele.

Está sentada?

Jennifer Lopez

 (Jacopo Raule/Getty Images)

Jennifer Lopez

 (Jacopo Raule/Getty Images)

Jennifer Lopez

 (Jacopo Raule/Getty Images)

Jennifer Lopez

Jennifer Lopez

 (Jacopo Raule/Getty Images)

Jennifer Lopez

 (Vittorio Zunino Celotto/Getty Images)

Jennifer Lopez

 (Vittorio Zunino Celotto/Getty Images)

Veja em movimento:

Aos 50 anos, Jennifer Lopez vive um dos momentos únicos na carreira de uma pessoa, uma renascença. Não que ela tenha ido embora em algum momento, ela sempre esteve no rolê. Porém, por causa da performance dela em “As Golpistas”, filme no qual ela vive uma espécie de stripper/ Robin Hood e com estreia no Brasil marcada para 5 de dezembro, ela recebeu aclamação unânime da crítica e são grandes as chances de uma indicação ao Oscar de Atriz Coadjuvante, algo parecido ao que rolou com Lady Gaga e “A Star is Born” no ano passado. Ela é a garota do momento! E que corpão, hein?!