Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Schumacher não está mais em coma ou respira por aparelhos, diz jornal

Ele ainda necessita de cuidados intensivos, no valor de 50 mil libras por semana

Por Da Redação - Atualizado em 18 fev 2020, 12h16 - Publicado em 18 dez 2018, 14h24

Já se passaram cinco anos desde o ex-piloto Michael Schumacher sofreu um acidente de esqui em uma montanha em Méribel, nos Alpes franceses, e teve um traumatismo craniano. Desde então, seu estado de saúde é mantido em sigilo pelos amigos e familiares.

Entretanto, esta semana, o tabloide britânico Daily Mail revelou que Schumacher não está mais em coma e também não respira por aparelhos. Mas informou também que ele ainda necessita de cuidados intensivos de enfermagem, que custam cerca de 50 mil libras por semana.

Ainda segundo a publicação, Schumacher não mora em um hospital na Suíça, como haviam rumores, mas em uma mansão construída na cidade suíça de Gland, perto do Lago Lehman, com um valor aproximado de 50 milhões de euros.

O acidente sofrido por Schumacher aconteceu em dezembro de 2013, quando esquiava em uma pista em Méribel, no sul da França. Após o ocorrido, o ex-piloto ficou em coma induzido até o meio do ano seguinte. Desde então, a condição de Schumacher é um mistério para a imprensa e para seus fãs.

Continua após a publicidade

Leia maisRenato Aragão aceita convite de Carlos Alberto e vai para A Praça É Nossa

Publicidade