Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Novela Poder Paralelo: Tony sai da UTI, mas pode ser preso

Sem descanso, o italiano terá que fugir daqueles que querem colocá-lo atrás das grades

Por Redação M de Mulher Atualizado em 21 jan 2020, 04h38 - Publicado em 4 jan 2010, 21h00

Para piorar a situação, Tony vai perder o apoio da DEA
Foto: Munir Chatack/ Rede Record

Depois de um mês na UTI, Tony (Gabriel Braga Nunes) finalmente recebe alta e vai para o quarto, onde continuará recebendo cuidados médicos. Lígia (Miriam Freeland) e Fernanda (Paloma Duarte) ficam muito felizes. Mas, ao saber da novidade, Bruno (Marcelo Serrado) se descontrola e garante: o rival vai direto da clínica para a cadeia. 

E a verdade é que a vida do italiano anda mesmo muito enrolada. Pra começar, ele aparece de uma forma bastante suspeita no vídeo que mostra o assassinato de Jorge (Caco Baresi), que já está em posse da polícia. Além de tudo, Renato (Bruno Padilha) descobriu que ele é um agente da DEA trabalhando ilegalmente no país e o delegado está louco pra colocá-lo atrás das grades. E, para isso, já tem até um mandato de prisão preventiva contra ele. 

Mas Paulo (Nicola Siri) garante ao amigo que vai resolver o caso dele com a polícia. A fim de ganhar tempo, ele procura Renato e diz que Tony ainda não pode prestar depoimento pois está muito fraco. Só que o agente faz mais uma revelação: garante ter em seu poder outro vídeo que sugere que Tony tem ligação com traficantes das Farc. 

Paulo vai atrás de Téo (Tucá Andrada) e diz que a situação de Tony é grave, pois a DEA retirou todo seu apoio. Uma operação, então, será montada para salvá-lo. Será que vai dar certo?

Continua após a publicidade
Publicidade