Kate Middleton usa famosa tiara de Diana pela última vez no ano

A peça, que fez parte da coleção de joias de Lady Di, tornou-se uma das favoritas da duquesa e fica fácil entender o motivo

Diamantes, ouro e esmeraldas. As joias da família real britânica são um luxo à parte. Além, claro, das belas pedras preciosas, cada peça conta uma história e foi desenhada com um propósito específico. Na noite de quarta-feira (11), Kate Middleton aproveitou um evento diplomático organizado pela rainha Elizabeth para usar a famosa tiara conhecida como Lover’s Knot (Nó do Amante, em tradução livre).

 (Kesington Royal/Reprodução)

A coroa, que era uma das joias favoritas de Diana, também se tornou um dos acessórios preferidos da duquesa de Cambridge. A origem da tiara remete ao início do século XX, mais precisamente a 1914, quando uma fina joalheria de Londres produziu a joia, à pedido da rainha Mary, com pérolas e diamantes que já pertenciam à família real. Mas a peça, na verdade, é uma réplica de uma tiara ainda mais antiga, que pertencia à avó de Mary.

 (Pinterest/Reprodução)

Em 1953, após a morte da rainha Mary, a peça foi passada à sua neta, a rainha Elizabeth II. Anos mais tarde, a rainha deu a coroa à princesa Diana como presente de casamento. Com a separação de Charles e Lady Di, a joia voltou a fazer parte da coleção da rainha.

Em 2015, oito anos depois ser usada pela última vez por Diana, Kate Middleton a colocou pela primeira vez. Desde então, a peça passou a ser uma das favoritas de Kate, que a usa em ocasiões especiais. A duquesa havia usado a joia recentemente, durante a visita de Donald Trump e Melania ao Reino Unido.

PODCAST – Como consumir menos, de forma consciente e inteligente