Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

‘Desalma’: Globoplay lança intrigante série de mistério sobre bruxas

O elenco traz nomes como Claudia Abreu, Maria Ribeiro e Cássia Kis.

Por Alice Arnoldi Atualizado em 15 jan 2020, 12h08 - Publicado em 2 ago 2019, 11h03

Depois de investir em títulos como “Assédio”, “Aruanas” e “Shippados”, a Globoplay está prontíssima para se dedicar a uma história sobrenatural. A nova série do serviço de streaming da Globo terá o nome “Desalma” e contará a história dos mistérios que rondam uma cidade fictícia, chamada Brígida, onde a cultura é fortemente marcada pelas tradições ucranianas.

A série mostra que a população de Brígida está prestes a retomar as festividades Ivana Kupala (Noite de Kupala), que foi banida do calendário da cidade 30 anos atrás. Só que acontecimentos enigmáticos passam a assustar a comunidade. 

A Ivana Kupala realmente existe e acontece entre os dias 6 e 7 de julho na Ucrânia, Polônia, Bielorrússia e Rússia. Ela é conhecida por ser um ritual pagão ligado à saudação da fertilidade.

Na trama, a madrugada é o momento exato de quando a personagem Halyna (Anna Melo) desaparece misteriosamente e o culto deixa de ser celebrado na cidade. Por décadas a população local finge que o ritual nunca existiu, até que eles decidem voltar a comemorá-lo. Só que assim como aconteceu durante o sumiço de Halyna, outras situações estranhas e místicas voltam a acontecer na área.

Globo / Estevam Avellar/Divulgação

Simultaneamente, a série conta a história de três mulheres que foram muito marcadas por perdas importantes e que têm algo diferente. Ao que tudo indica, isso significa que elas são bruxas. Uma delas é Haia, a personagem de Cássia Kis, já surpreendente com os longos cabelos brancos longos na imagem de divulgação da trama. Ela é a mãe de Halyna e volta a praticar bruxarias após o sumiço da filha. 

As outras duas são Claudia Abreu e Maria Ribeiro, que interpretarão Ignes e Giovana, respectivamente. A primeira é uma amiga da juventude de Halyna, enquanto que a segunda é uma mulher que se muda para a cidade anos depois da tragédia e encontra Ignes e Haia.

Continua após a publicidade
Globo / Estevam Avellar/Reprodução

“Desalma” é escrita por Ana Paula Maia, que já assinou livros como “Carvão Animal”, “De Gado e Homens” e “Assim na Terra como Embaixo da Terra”. Já a direção artística fica por conta de Carlos Manga Júnior, da série “Se eu fechar os olhos agora”. Enquanto que a direção é de João Paulo Jabur e Pablo Müller.

A cidade de Prudentópolis, no Paraná, é o local onde a escritora Ana Paula Maia acabou se apaixonando pela cultura ucraniana, que inspirou a trama. “Existe um circuito pelo Paraná de pessoas que dançam, se vestem, fazem coral. Eu comecei a achar isso muito impressionante e pensei que o resto do Brasil precisava conhecer o que existe ali”.

Esse é o primeiro trabalho audiovisual da autora e a experiência em Prudentópolis despertou nela o interesse pela mitologia eslava. “O leste europeu é extremamente místico. Peguei essa atmosfera muito rica culturalmente para uma história com elementos sobrenaturais. A ideia é trazer um costume diferente, que é lindo e está praticamente apagado, e que também faz parte do Brasil”. 

E o Paraná serviu de cenário para as gravações de “Desalma”, assim como o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Dos 36 sets de filmagem, 16 tiveram como pano de fundo a cidade de São Francisco de Paula, na Serra Gaúcha. São de lá essas imagens incríveis em meio às árvores. 

A série ainda não tem data de estreia, mas chega ao Globoplay em 2020.

Continua após a publicidade
Publicidade