Candidato emociona Paola Carosella com discurso sobre desperdício de alimentos: “Quero que a comida das pessoas renda”

O médico Lee, descendente de japoneses, diz que a culinária é sua forma de agradecer o país que lhe recebeu

Depois da nona Maria, que ganhou a simpatia dos telespectadores de MasterChef, um novo favorito despontou na edição de ontem.

 

 

Com um belo discurso sobre sua trajetória de vida e sua gratidão ao Brasil, o candidato Lee levou a jurada Paola Carosella às lágrimas. Ele contou que seu grande sonho é fundar um estabelecimento que prepare sobras de alimentos com o mesmo empenho de ingredientes nobres e, consequentemente, reduza o desperdício.

 

 

O participante foi aprovado por ela e por Henrique Fogaça, tanto pelo sabor quanto pela beleza do prato, mas enfrentou a resistência de Eric Jacquin – que questionou se ela realmente era cozinheiro. O competidor respondeu à altura:

“Eu sou cozinheiro, tenho 56 anos, não tenho tempo para perder, não estou nisso para brincar. Eu preciso da chancela de vocês três para eu poder ir atrás desse laboratório. Capitalista nenhum vai me dar dinheiro, e o dinheiro que eu tenho não é suficiente. Quero que as pessoas gastem R$ 100 no supermercado e renda R$ 300. Fiz universidade de graça nesta terra, e é a forma que eu tenho para devolver”, afirmou.