Gagliasso explica como adoção de Titi lhe conscientizou sobre racismo

Menina foi adotada em 2016, depois que Giovanna Ewbank conheceu a filha em uma viagem a trabalho para a África

O Instagram é um espaço bastante usado por Bruno Gagliasso para compartilhar momentos da família que construiu com a atriz Giovanna Ewbank. É na rede social que o ator divide fatos do dia a dia, assim como fala de assuntos importantes sobre sua vida.

Na última quinta-feira (11), o ator compartilhou uma foto da filha Titi em que a menina apresenta um trabalho artístico. Porém, a publicação serviu para que Bruno falasse sobre um assunto ainda mais importante: preconceito.

É que um dos seguidores do ator no Instagram questionou, nos comentários da foto de Titi, se a adoção da menina feita por Bruno e Giovanna fez com que o artista olhasse para assuntos como racismo, homofobia, machismo, entre outros, com outros olhos. E o global disse que sim.

“Sem dúvidas. Fico triste que tenha sido tão tarde e me culpo por isso. Vivendo e aprendendo sempre”, respondeu Bruno.

Titi foi adotada em 2016, depois que Gio conheceu a filha em uma viagem a trabalho para a África.

Leia mais: Gagliasso sobre racismo contra a filha: “Não podemos tolerar”