CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Após discurso por igualdade na ONU, Emma Watson é insultada por tabloide inglês

Ao debochar da atriz, o jornal só comprova o quanto ainda precisamos do feminismo.

Por Giovana Feix Atualizado em 21 jan 2020, 04h33 - Publicado em 26 set 2016, 13h40

Hoje com 26 anos, Emma Watson não perde tempo nessa vida: começou a ser atriz ainda criança e, nos últimos anos, começou a usar sua fama para promover a igualdade entre os gêneros.

Além de ser embaixadora da ONU para a campanha ElesPorElas (#HeForShe) desde 2014, a britânica não tem medido esforços para fazer reverberar questões ligadas aos direitos das mulheres.

Neste mês, ela lançou um clipe em parceria com a organização Global Citizen sobre o tema e fez um discurso na sede da ONU, em Nova Iorque, sobre o perigo das agressões sexuais e a importância da igualdade de gênero no ambiente universitário.

https://www.instagram.com/p/BKlcwQ5AJOX/

“Nós sabemos que se você mudar as experiências dos estudantes para que eles tenham diferentes expectativas do mundo – expectativas de igualdade – a sociedade vai mudar. (…) Nós precisamos ver igualdade de respeito, de liderança e de salário“, disse a atriz.

Por meio da coluna do jornalista Rod Liddle, o tablóide The Sun resolveu compartilhar com o mundo sua opinião sobre o discurso em questão. Além de chocante e extremamente vergonhoso para o jornal, o texto vem comprovar o porquê de a causa defendida por Emma ainda ser extremamente relevante e necessária – sim, mesmo em países “desenvolvidos”, como os Estados Unidos e a Inglaterra, e, sim, mesmo em 2016.

Continua após a publicidade

Reprodução The Sun
Reprodução The Sun

Prepare o estômago. Eis o texto, na íntegra:

“A Hermione Granger esteve na Assembleia Geral das Nações Unidas. Não, eu não estou brincando. A atriz Emma Watson é uma ‘embaixadora da boa vontade’. O que é isso? Não faço ideia. De qualquer forma, ao invés de ensinar aos presentes as regras do quadribol ou as formas de transformar alguém em um sapo, ela entediou todo mundo com um papinho reclamão, esquerdista e politicamente correto.

Assim como todas as atrizes fazem, quando as pessoas são estúpidas o suficiente para lhes dar esta chance. Por que cedemos esse espaço para essas celebridades, se não as conhecemos o suficiente? Não sou contra a ideia de elas terem e expressarem suas próprias opiniões. Só não entendo o porquê de termos que levá-las a sério.

Imagino que eles tenham chamado a Emma só porque a Angelina Jolie está ocupada com outras questões, no momento”.

Parece uma brincadeira de mau gosto – pena que a gente saiba que não é.

 

Continua após a publicidade

Publicidade