Sharon Choi, tradutora de Parasita, é cineasta e deve lançar filme em 2020

A sul-coreana de apenas 25 anos chamou a atenção pela maneira simples de traduzir os discursos de Bong Joon Ho

Durante as – muitas – premiações e entrevistas do elenco e produção de Parasita, um rosto desconhecido ao lado do diretor Bong Joon Ho passou a chamar a atenção do público. A jovem é Sharon Choi, tradutora do diretor desde maio de 2019, no Festival de Cannes.

Apesar de falar inglês – e, inclusive, até fazer comentários pontuais no idioma durante algumas entrevistas, – Bong sempre prefere falar a língua materna e deixar a tradução para Sharon. E ela manda muito bem. Mesmo sem ter tido outras experiências como intérprete, a sul-coreana consegue traduzir discursos longos de maneira muito natural, sem soar robótica e dando a emoção necessária para as falas do diretor.

Foi justamente essa naturalidade e maneira simples de falar que despertou o interesse do público. A cada aparição, são milhares os comentários sobre seu trabalho e a personalidade tímida, mas simpática, nas redes sociais. Durante as últimas premiações, algumas pessoas chegaram a dizer que ela era a “melhor intérprete do mundo” e a MVP (most valuable player, algo como a “jogadora mais valiosa”) do Oscar. O próprio Bong disse que ela tem uma grande comunidade de fãs.

Quem é Sharon Choi?

Sharon Choi tem 25 anos e nasceu na Coreia do Sul. Atualmente, vive em Seul, apesar de ter passado meses fora de casa no último ano, percorrendo o mundo ao lado da equipe de Parasita. Quando questionado em algumas entrevistas sobre a tradutora, Bong Joon Ho revelou que ela estudou cinema na faculdade e pretende se dedicar a esse mundo depois do fim das premiações.

Apesar das poucas informações sobre a carreira de Sharon, sabemos que ela já esteve na produção de dois curta-metragens: Infiltration, filme americano lançado em 2014, e God Bless America, uma produção sul-coreana lançada em 2016. No primeiro, quando tinha apenas 18 anos, a jovem trabalhou como câmera e, no segundo, na captação de som.

Ontem (9), no tapete vermelho do Oscar, o diretor voltou a falar sobre a intérprete e disse que ela está escrevendo seu primeiro longa e que ele está curioso para ler o roteiro. Sharon acompanhou Bong nas quatro vezes em que ele subiu ao palco para receber os prêmios de Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Filme Estrangeiro e Melhor Roteiro Original. Novamente ela chamou atenção, dessa vez por estar sem nenhum tipo de apoio para fazer anotações durante os agradecimentos.

Na festa pós-Oscar, ao subir ao palco para traduzir o último agradecimento de Bong, ele a dispensou e disse que não era necessário, que ela deveria ir curtir a festa. “Beba, apenas beba”, disse ele, seguido de muitos aplausos e comemorações da plateia.

Não sabemos ainda sobre o que Sharon está escrevendo e nem sequer o que esperar do seu primeiro longa-metragem. Há quem diga que o enredo foi inspirado pela temporada de premiações da qual participou com Parasita, mas nada foi confirmado pela cineasta.

Como as outras produções de que Sharon fez parte não estão disponíveis no Brasil, teremos que esperar os próximos passos da cineasta para conhecermos mais de seu trabalho. Torcemos para que, em breve, possamos vê-la novamente em premiações, dessa vez apresentando seus próprios filmes.

Veja também
%d blogueiros gostam disto: