Cinco diretoras por trás de grandes (grandes mesmo!) filmes de 2020

"Mulan", "Mulher-Maravilha", "Viúva-Negra" e mais! Confira cinco filmes dirigidos por mulheres que prometem estar na lista das maiores bilheterias de 2020.

Ainda falta muito para que as mulheres diretoras sejam valorizadas tanto quanto os homens em Hollywood – e em qualquer parte do mundo. Mesmo assim, 2020 traz bons ares nesse aspecto, já que cinco mulheres assinam a direção de filmes que prometem estar entre as maiores bilheterias do ano.

É justo dizer que Patty Jenkins tem um peso importante nesse cenário. Em 2015, a Warner apostou nela para comandar “Mulher-Maravilha” e a empreitada deu muito certo. Patty nunca havia dirigido um filme do gênero, mas fez um ótimo trabalho na estreia. “Mulher-Maravilha” obteve a nona maior bilheteria de 2017 e recebeu muito mais amor do público e da crítica do que os lançamentos anteriores da DC Comics no cinema.

Agora, Patty Jenkins está de volta, comandando “Mulher-Maravilha 1984”. Saiba quem são as outras diretoras por trás de alguns dos filmes mais aguardados pelo grande público em 2020.

Cate Shortland – “Viúva Negra”

Finalmente a única mulher dos Vingadores vai ter um filme solo. E ele é comandado por uma mulher! Cate Shortland é australiana e dirigiu apenas três longa-metragens antes de “Viúva Negra”. O primeiro deles, “Salto Mortal” competiu no Festival de Cannes e venceu diversos prêmios ao redor do mundo. Cate é a primeira mulher a comandar sozinha um filme do MCU – o universo cinematográfico da Marvel.

 (Michael Kovac/Park City Live/Getty Images)

“Viúva Negra” chega aos cinemas brasileiros em 30 de abril. Assista ao trailer:

Chloé Zhao – “Os Eternos”

Dobradinha de diretoras nos lançamentos da Marvel esse ano. Quem diria, não é mesmo? Nascida em Pequim, ela é primeira mulher não branca a comandar um filme do MCU. Além disso, “Os Eternos” é um filme com peso extra no mundo dos quadrinhos, pois inaugura a chamada quarta fase do MCU – pós-Vingadores e com novos personagens. E não precisa nem dizer que a Disney está sedenta por continuar dominando as bilheterias mundiais como fez com a saga dos Vingadores, né?

Radicada nos Estados Unidos, Chloé Zhao também dirigiu apenas três longas antes de “Os Eternos”. O mais aclamado deles é “Domando o Destino”, que foi premiado em Cannes e em muitos outros festivais.

 (Michael Loccisano/Getty Images)

“Os Eternos” estreia por aqui no dia 6 de novembro. A Disney ainda não divulgou imagens do filme, mas no vídeo abaixo você confere a apresentação dos protagonistas (incluindo ninguém menos do que Angelina Jolie) e o visual dos personagens:

 Patty Jenkins – “Mulher-Maravilha 1984”

Antes de fazer bonito no primeiro filme da heroína, a americana Patty Jenkins havia dirigido apenas um longa-metragem cinematográfico e dois lançados na TV. “Monster: Desejo Assassino” é o mais famoso deles e rendeu a Charlize Theron o Oscar de Melhor Atriz. Pela direção do episódio piloto da série “The Killing”, Patty foi indicada ao Emmy e, em Cannes, venceu o prêmio Kering Women in Motion, pelo conjunto da obra.

 (Mike Marsland/WireImage/Getty Images)

“Mulher Maravilha 1984” estreia em 4 de junho aqui no Brasil. Confira o trailer:

Cathy Yan – “Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa”

Esse é, certamente, o filme mais ousado da lista – e talvez o mais ousado já feito dentro do universo dos quadrinhos. Como o título entrega, ele fala a respeito da emancipação de Arlequina, após terminar seu relacionamento com o Coringa. Relacionamentos abusivos, opressão de gênero e sororidade são temas que guiam a trama.

E olha que bacana: temos mais uma diretora asiática ganhando destaque. Nascida na China, Cathy Yan foi criada em Hong Kong e em Washington DC. “Aves de Rapina” é o segundo longa-metragem dirigido por ela. O primeiro chama-se “Dead Pigs” e foi premiado em Sundance.

 (Michael Loccisano/Getty Images)

“Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa” estreia em 6 de fevereiro no Brasil. Veja o trailer:

Niki Caro – “Mulan”

Depois da chuva de filmes de HQ, temos aqui esse aguardadíssimo remake da Disney. “Mulan” o sexto longa da neozelandesa Niki Caro. O mais aclamado é “Encantadora de Baleias”, que rendeu à cineasta prêmios em Sundance, Toronto e no BAFTA, além de uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz para Keisha Castle-Hughes. Lançado em 2002, o filme mostrou toda a competência de Niki na direção de atores, pois Keisha tinha apenas 11 anos na época das filmagens e nunca havia trabalhado como atriz.

Lançado em 2005, o filme “Terra Fria” também foi bastante comentado. Charlize Theron e Frances McDormand foram indicadas, respectivamente, aos Oscars de Atriz e Atriz Coadjuvante por suas atuações no longa.

 (Frederick M. Brown/Getty Images)

“Mulan” estreia por aqui no dia 26 de março. Assista ao trailer: