Artista plástico Nelson Leirner morre aos 88 anos

Na noite de sábado (7), Leirner não resistiu a uma parada cardíaca

O artista plástico paulistano Nelson Leirner faleceu na noite do último sábado (7), no Rio de Janeiro. Ele tinha 88 anos e não resistiu a uma parada cardíaca.

Leirner transitou por diversos campos da arte ao longo de sua carreira. Foi pintor, desenhista, cenógrafo e também professor. Ele era filho da escultora Felícia Leirner e do empresário ​Isai Leirner, dois dos fundadores do Museu de Arte Moderna de São Paulo, inaugurado em 1948. 

Importante nome da arte contemporânea no Brasil, ele é conhecido pela veia crítica e ácida de seu trabalho. Em 1967, a obra “Matéria e Forma, o Porco” causou grande comoção. Trata-se de um porco empalhado que Leirner expôs em Brasília e, depois, em outras várias cidades. Também gostava de fazer releituras sarcásticas de obras famosas.

%d blogueiros gostam disto: