Clique e Assine CLAUDIA por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

CLAUDIA Cult

Por Cultura Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Coluna sobre arte e cultura assinada pela redação de CLAUDIA
Continua após publicidade

5 séries que também precisam voltar

Inspirados por Gilmore Girls, nós, fãs, queremos outras séries do coração de volta. Quem são os personagens que você gostaria de reencontrar?

Por Isabella D'Ercole Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 14 dez 2016, 16h09 - Publicado em 14 dez 2016, 16h01

Assisti Gilmore Girls numa levada só aproveitando uma noite de insônia. Foi uma delícia reencontrar personagens tão queridas para mim. Eu comecei a assistir a série quando o SBT passava os episódios aos domingos. Em pouco tempo, eu e minha mãe nos apaixonamos pela mãe e filha da ficção. Nos juntávamos para ver e conversar sobre as aventuras de Lorelai e Rory. Os anos passaram e há algumas semanas, inspiradas pelas Gilmore, fiquei pensando que outros personagens gostaria de encontrar. Fiz uma listinha rápida, daqueles mais significativos que passaram pela minha cabeça. E vocês, quem vocês gostariam de encontrar outra vez?

The O.C.

theoc
()

Eu entendo que esse seriado pode ter sido um pouco frustrante para a maioria dos fãs, afinal, uma das personagens principais morre na terceira temporada – são quatro, no total. Mas a verdade é que The O.C. nos introduziu a um novo mundo: o de pessoas muito ricas que moravam no lugar dos sonhos. De 2003 a 2007, conhecemos Marissa, a riquinha cheia de problemas, Summer, a garota-princesa, Seth, o galã improvável, e Ryan, um garoto pobre que foi adotado pelos pais ricos de Seth. A combinação gerava drama, paixão e risadas. Parece difícil que a vida deles esteja ruim hoje. Mas o seriado deixou algumas alternativas para seu protagonistas. Sabemos que Ryan e Seth vão para a faculdade. O casal dos sonhos (Seth e Summer) fica junto. Seth ganha uma irmã (parece louco, mas é real). Enfim, o que estariam os três fazendo hoje? Será que Ryan é advogado e recupera jovens perdidos, assim como o pai de Seth fez com ele? E Summer, que era ativista, assumiu um cargo na ONU? Ou ela fundou a própria ONG e está lutando por causas feministas?

Continua após a publicidade

 

Anos Incríveis

anos-incriveis
(Divulgação/Divulgação)

Whaaaaat would you do if I sang out of tune? Lembram-se dessa abertura gostosa? A música do Joe Cocker embalava os vídeos de família dos Arnold. Kevin, o caçula, era o protagonista dessa série que foi exibida entre 88 e 93, mas que retratava a vida no final dos anos 1960 e começo de 1970. Não tinha nada de excepcional. Era só sobre essa família cheia de problemas comuns com os adolescentes descobrindo amores e as dificuldades. Eles falam sobre bullying, sobre se apaixonar, sobre bebidas e drogas. A TV Cultura passou os episódios por um bom tempo. Hoje, só no DVD. Em 2014, o elenco se reuniu e tirou essa foto ótima aí embaixo. Olhando para eles, não dá vontade de saber o que eles estão fazendo hoje? No último episódio, Winnie e Kevin, os protagonistas, vão para caminhos diferentes. Ela vai para a Europa estudar artes e ele se casa e tem um filho. Paul, o melhor amigo de Kevin, vai para Harvard e vira advogado. Mas e hoje? Kevin e Winnie continuam amigos? As famílias se juntam todo 4 de julho para comemorar? Ela virou professora universitária? Artista? Será que é curadora de um museu famoso? E a irmã de Kevin? Teve mais filhos? O irmão vendeu a fábrica de móveis? Quantas perguntas precisam ser respondidas?

Continua após a publicidade

 

anos-incriveis-novo
()

 

Dawson’s Creek

DAWSON'S CREEK Pictured (left to right): Joshua Jackson as Pacey Witter, Michelle Williams as Jennifer Lindley, James Van Der Beek as Dawson Leery, Kerr Smith as Jack McPhee, Katie Holmes as Joey Potter Photo Credit: © The WB / Andrew Eccles

Dawson Leery era um adolescente chato. O sonho dele era ser roteirista/diretor em Hollywood. E ele era dessas pessoas que vive o tempo todo com seu objetivo e não consegue relaxar. Mas ele tinha uma melhor amiga muito legal, a Joey (sim ela tem nome de menino), por quem ele (obviamente) se apaixona. Mas tem outro menino que merece o amor da Joey, o Pacey. E o Pacey é infinitamente mais legal. Acho que deu para perceber que eu sou time Pacey. Enfim, a Joey também é, no final. Eles acabam juntos e Dawson está ocupado sendo um roteirista bonzão e trabalhando até bem tarde. Eles continuam amigos. Hoje é provável que Dawson já tenha vencido um Oscar. Ou estaria ele por trás de uma superprodução do Netflix? A Joey e o Pacey saíram da pequena cidade? Eles ainda estão juntos? Têm filhos? Os três amigos se reúnem para relembrar Jen, a amiga deles que morre no meio do seriado?

 

Felicity

felicity
()

Felicity tem, no Brasil, uma trajetória semelhante à de Gilmore Girls. Passava aos domingos no SBT e depois ganhou mais sucesso quando a TV a cabo ganhou popularidade. Contava a história de Felicity, uma nerd do interior que ia para a faculdade em Nova York atrás de seu amor do colégio. Ali, ela se vê obrigada a amadurecer. No primeiro episódio, uma fita sua (sim, fita) acaba tocando em uma festa. Só que a fita é, na verdade, uma carta dela para uma amiga – as pessoas costumavam mandar fitas umas para as outras, lembra? Depois da humilhação, ela se vê obrigada a amadurecer e encarar o mundo real. Felicity passa por todas as fases de uma adolescente virando adulta. Ela tem as descobertas todas, a revolução pessoal e vai amadurecendo de uma temporada para a outra. Durou de 1998 a 2002. No final, ela se vê divida entre seus dois amores, mas precisa ficar com alguém. Em uma reviravolta bem doida, ela encara uma volta no tempo para rever sua decisão. É doido mesmo. Mas onde estaria Felicity hoje? Ela se formou, mas está trabalhando na sua área? Que avaliação ela faria de si mesma depois de tantos anos? Ela evoluiu? Valeu a pena correr atrás de Ben, seu amor, desistindo de seus planos iniciais? O elenco se reuniu em 2015 e dá para ver que ainda rola química para fazer mais uma temporada!

felicitynovo

Continua após a publicidade

Gossip Girl

gossipgirl
()

Gossip Girl deve ser a mais recente de todas as séries que eu pensei. Passou de 2007 a 2012 e deixou na cabeça de todo mundo aquela frase: xoxo, gossip girl. Era sobre a vida da altíssima sociedade de NY. Blair Waldorf Serena van der Woodsen eram melhores amigas que vestiam as roupas mais lindas e encaravam problemas de família juntas. Elas mandavam na escola (naquele esquema de seriado norte-americano) e, de repente, um menino chega. Ele não é rico, não é de família tradicional, mas é bonitinho. Dan Humphrey rouba o coração de Serena e arruma briga com seu namorado, Nate Archibald. Ainda tem o maligno Chuck Bass, que gasta todo seu tempo e dinheiro infernizando a vida alheia. A série termina com o casamento de Serena e Dan. Blair e Chuck já estão casados e têm um filhinho. Nate pode virar prefeito de NY. Hoje, eles devem continuar milionários. Serena deve ter 3 filhos, 2 meninas e 1 menino. Eles também frequentam a escola dos ricos, mas são músicos e mais rebeldes como o pai. Blair não aprova muito os filhos da amiga e evita que seus 3 meninos se encontrem com os dela. Elas têm empregos? Ou só fazem parte do comitê de artes e cultura da cidade? O que fazem os ricos para ficarem ainda mais ricos?

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de 14,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.