CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Chalé de 60 m² tem ambientes rústicos, jardim lindo e riacho

Todo fim de semana, a arquiteta Bia Seiler sobe a serra fluminense rumo a Araras, onde é a feliz proprietária de um sítio com direito a riacho, mata nativa, jardim exuberante e este chalé pequeno e confortável, que ergueu exclusivamente para ela e o marido usarem

Por Reportagem Visual e Texto Simone Raitzik | Fotos André Nazareth 5 fev 2016, 20h19
01-chale-de-60-m2-tem-ambientes-rusticos-jardim-lindo-e-riacho

Assim que os filhos, já crescidos, e os muitos amigos se espalharam pela casa principal do sítio, que ocupa uma área de 500 mil m² em Araras, na serra fluminense, a dona do pedaço, a arquiteta carioca Bia Seiler, percebeu que o espaço tinha ficado apertado para abrigar a família. Era hora de buscar uma solução que garantisse a convivência prazerosa entre todos. Veio, então, a dúvida: ampliar a planta original, o que seria mais óbvio; ou criar um bangalô exclusivo e romântico para o casal? Bia e o marido, sem titubear muito, preferiram a segunda opção e, aproveitando que havia terreno suficiente, escolheram um canto isolado e cercado de verde para erguer o chalé de 60 m² – só para eles. “Vimos as construções pré-fabricadas de madeira de demolição projetadas pela Sonia Infante e decidimos que elas resolveriam a questão, pois eram simples e rápidas de edificar”, conta Bia. Em dois meses, sem estresse, o refúgio estava pronto, com direito a um belo jardim e uma varanda suspensa para apreciar a vista. “Ficou uma delícia! Um lugar de relaxamento e imersão total na natureza, onde nos reabastecemos de energia”, diz ela. “Agora, subimos a serra praticamente todos os fins de semana. Esta cabana nos faz um bem danado.”

Como toda casa com personalidade de sobra, o chalé de Bia é repleto de peças com história. Sua preocupação, na hora de criar o décor, foi conseguir juntar tudo com harmonia e sem excesso. “O mapa acima da escrivaninha era da minha mãe. Há, ainda, vários itens da região de Zermatt, nos Alpes Suíços, de onde vem a família do meu marido. Gosto de reunir esses fragmentos de lembranças – eles tornam a atmosfera mais gostosa. Só evitei lotar demais as paredes, pois a textura da madeira já é forte o bastante”, explica. Para trazer leveza e frescor, a arquiteta também aposta nos vasos com fores colhidas do terreno. “Aqui, acho que os arranjos ganham uma aura especial. O tempo na serra parece passar em outro ritmo e nos permite apreciar esse tipo de detalhe com um olhar mais carinhoso”, afirma. O jardim, por sinal, é mais um deleite proporcionado pela morada – Sonia Infante, a responsável também pelo projeto de paisagismo, implantou a construção pré-fabricada praticamente sem afetar a vegetação existente. “Poucas árvores tiveram de sair do lugar e ser replantadas. Estamos cercados de lindos canteiros, que atraem pássaros e garantem privacidade a nosso recanto”, arremata Bia.

02-chale-de-60-m2-tem-ambientes-rusticos-jardim-lindo-e-riacho 03-chale-de-60-m2-tem-ambientes-rusticos-jardim-lindo-e-riacho 04-chale-de-60-m2-tem-ambientes-rusticos-jardim-lindo-e-riacho
Continua após a publicidade

05-chale-de-60-m2-tem-ambientes-rusticos-jardim-lindo-e-riacho 06-chale-de-60-m2-tem-ambientes-rusticos-jardim-lindo-e-riacho 07-chale-de-60-m2-tem-ambientes-rusticos-jardim-lindo-e-riacho 08-chale-de-60-m2-tem-ambientes-rusticos-jardim-lindo-e-riacho 09-chale-de-60-m2-tem-ambientes-rusticos-jardim-lindo-e-riacho 10-chale-de-60-m2-tem-ambientes-rusticos-jardim-lindo-e-riacho
Continua após a publicidade

Publicidade