Bem-sucedida sem faculdade? Sim é possível

6 dicas para conquistar o sucesso profissional sem ter diploma universitário

Bem-sucedida sem faculdade? Sim é possível

Não tem curso superior completo? Você pode apostar em cursos técnicos ou profissionalizantes, concursos públicos ou montar seu negócio
Foto: Getty Images

1. Invista no curso técnico 

Para fazer um, basta ter ensino médio. Os cursos misturam teoria e prática e duram, em média, dois anos. ”Eles antecipam as vivências que você terá na área profissional escolhida”, observa Almério Araújo, coordenador do Centro Paula Souza. E o melhor: a demanda por profissionais da área técnica é cada vez maior. 

Uma pesquisa da Fundação Getulio Vargas sobre o mercado de trabalho revelou que 75% dos trabalhadores vindos de cursos técnicos estão empregados. No site http://catalogonct.mec.gov.br você pode encontrar todos os cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC).

2. Faça cursos extracurriculares e profissionalizantes 

Dominar o uso de computador e falar idiomas – principalmente inglês e espanhol – é fundamental. E você não precisa gastar uma grana para aprender: se tiver disciplina pode utilizar sites que ensinam gratuitamente! Um deles é o http://beabyte.com.br, fundado por João Antônio, que ensina computação online com aulas específicas para jovens, adultos e idosos. 

”Cursos extracurriculares são uma atualização constante e fundamental”, observa o diretor comercial do Trabalhando.com.br, Caio Infante. Agora, se você quer ganhar uma nova profissão, aposte nos cursos profissionalizantes, que garantem um conhecimento específico rapidamente. A Legião da Boa Vontade oferece vários, gratuitos, em diversos estados – visite o site http://www.lbv.org.br/index.php/nosso-trabalho/1008?task=view.

3. Capriche no concurso público

Afinal, é uma das formas mais democráticas de se conquistar um emprego estável. ”Além disso, há a possibilidade de crescer profissionalmente, através de incentivos da própria entidade, como treinamentos, cursos, graduação e pós-graduação”, revela Kerlly Huback, coordenador pedagógico do Canal dos Concursos. 

A média salarial para cargos de ensino médio, segundo Huback, está entre R$ 2.500 e R$ 5 mil. Na internet, sites como http://euvoupassar.com.br e http://www.concursovirtual.com.br oferecem aulas virtuais a partir de R$ 1 para ajudar você a se preparar.

4. Monte seu próprio negócio 

Se já tem habilidade em alguma área, pode valer a pena ousar e planejar seu negócio. ”O espírito empreendedor muitas vezes é inibido, porque estamos numa sociedade que valoriza o emprego fixo. Quem tem potencial precisa se desinibir”, afirma Fernando Dolabela, da Fundação Dom Cabral. 

No site do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), há dicas e profissionais que ajudam a montar cuidadosamente seu próprio negócio. E se abrir uma firma que fature até R$ 36 mil por ano, poderá se constituir como microempreendedor individual. Você garante CNPJ, auxílio-maternidade e até aposentadoria! Mais informações no site http://www.portaldoempreendedor.gov.br.

5. Aposte em novas profissões

Ou pense em atividades que ainda não sejam exercidas por muita gente. A coaching de executivos Daniela do Lago desejava ser palestrante motivacional. ”No entanto, quem costumava fazer isso eram diretores experientes, não havia mulher, muito menos ainda jovem”, conta. Com coragem e ousadia, ela conseguiu! Uma área ótima é a internet: ”Graças a ela, novas áreas estão surgindo: há até gerenciador de contas do Google”, diz Caio Infante.

6. Desenvolva competências 

Sucesso não depende apenas de esforço. Sua inteligência emocional é tão importante quanto o conhecimento técnico. ”Ela pode decidir quem será ou não promovido nas empresas”, diz Daniel Goleman no livro Trabalhando com a Inteligência Emocional (Ed. Objetiva, R$ 51,90). Isso significa: preste atenção em seu comportamento emocional no ambiente de trabalho. Estoura com facilidade? É sociável? Está motivada? Reflita sobre essas questões e tente melhorar sempre.