Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Arrume emprego pelo Twitter

O serviço de microblogging que virou febre na internet abre boas oportunidades para encontrar trabalho

Por Redação M de Mulher - Atualizado em 21 jan 2020, 01h26 - Publicado em 19 abr 2010, 21h00
Arrume emprego pelo Twitter

Tenha cuidado com o que posta no Twitter. Você pode se vender ou se queimar no mercado
Foto: Getty Images

Craques em se expressar em slogans, os publicitários se dão muito bem no Twitter. Muitos arranjam emprego por fazer bonito no microblog. E não só eles. Empresas de todas as áreas vêm usando essa ferramenta para escolher, usando o jargão corporativo, seus novos colaboradores.

Uma procura no search.twitter.com leva a várias ofertas de trabalho. O Twitter virou a página de classificados da modernidade. O último censo dessa rede social (http://twittercentral.com.br/censobr/) mostra que 3/4 dos usuários brasileiros têm menos de 30 anos. Por isso, a maior parte das vagas divulgadas no microblog são para o público jovem, trainees e estagiários.

A agência de publicidade DM9DDB realizou, em outubro do ano passado, um concurso para a escolha de seu novo estagiário de criação. ”Nos três dias de inscrições, só pelo Twitter, chegaram 455 currículos”, diz a supervisora de RH da agência, Duda Lomanto. Do montate, 150 pessoas foram selecionadas para enviar o portfólio. Sete viraram estagiárias e uma, ao fim de três meses, foi efetivada.

Continua após a publicidade

Duda Lomanto conta: ”Os profissionais da agência vivem passando para o RH dicas de gente interessante a ser seguida no Twitter”. Gente que às vezes nem sabe que está sendo monitorada pelas suas qualidades acaba sendo ”descoberta” por seguir as pessoas certas.

Taís Amaral, da consultoria de empregos Cia. de Talentos, diz: ”É bom ter cuidado com o que se posta”. Você pode se vender ou se queimar. Assim como a maneira de se vestir ou se comportar pode fechar portas, um perfil com erros de português e fotos bizarras depõe contra você.

O professor do curso de Multimeios da PUC-SP Urbano Nojosa recomenda: ”Crie um perfil só para seguir as empresas e outro mais pessoal”. Use o Twitres.com para fazer o upload do seu currículo – ele será repassado a seus seguidores. Para acessá-lo, use a mesma senha do Twitter.

Juliana Nunes, gerente da consultoria de RH Asap, diz que o Twitter ajuda ”mas não substitui as impressões de uma entrevista ao vivo”. Geralmente, o microblog é ponto de partida de um processo de seleção, mas não substitui as outras etapas.

Continua após a publicidade

Para entrar nessa, siga os perfis das empresas recrutadoras: as boas oportunidades, segundo os especialistas, caem sempre no Twitter. O autor de novelas Walcyr Carrasco (@WalcyrCarrasco) recebia tantos pedidos de divulgação de vagas que criou o @Walcyr_Job só para isso. Outras pessoas criaram perfis para postar vagas: o @link_zero é bom para jornalistas e o @tecjobs, voltado para a área de TI. Há vagas também no @Trampos, de Tiago Yonamine, o Sushi, webdesigner do site Planeta Sustentável da editora Abril. Ele criou o perfil para repassar ofertas de vagas que recebia por e-mail aos amigos, nas áreas de publicidade, design e TI. Hoje, Sushi tem 20 mil seguidores e comemora já ter arranjado emprego para mais de 400 pessoas.

Úteis e agradáveis

O http://grouptweet.com filtra o que você escreve. Com esse aplicativo, você decide quem pode e quem não pode ler o que você está prestes a twittar – se não se animou a criar dois perfis (profissional e pessoal), esse recurso é indispensável.

O Yoono (http://bit.ly/lzki) junta toda sua comunicação num espaço só (MSN, Gtalk, Facebook… além do Twitter, claro).

O hootsuite.com é um medidor de popularidade. Com ele, dá para gerar gráficos sobre o que falam de você, organizar as pessoas que você segue por assunto, medir como anda a sua audiência…

Continua após a publicidade

 

Publicidade