Qual é a melhor maneira de cortar o cabelo cacheado?

Conversamos com três especialistas conhecidos para descobrir como eles gostam de reparar os fios cacheados. Confira!

*Texto escrito por Maria Cecília Prado, diretora do www.beautyeditor.com.br

Cabelo enrolado tem que ser cortado a seco ou os fios podem estar molhados? E a navalha, ajuda a dar forma ou deixa as pontas espigadas? Três cabeleireiros conhecidos por criar cacheados impecáveis comentam essas duas polêmicas e revelam suas fórmulas para acertar os cachos.

Robson Trindade, salão Red Door, São Paulo

“Para mim, cacho só se corta a seco. Normalmente o cacheado tem fios com mais de um tipo de textura – uns mais enrolados, outros mais abertos. Por causa disso, só quando ele está completamente seco é possível observar as diferença de caimento em cada ponto da cabeça e, a partir daí, modelar da melhor forma possível. Cada corte é uma verdadeira escultura! E não gosto de usar navalha nem de desfiar as pontas – acho que o cabelo levanta, o caimento não fica bonito.”

Celso Kamura, rede CKamura, São Paulo, Rio de Janeiro e Campinas, SP

“Prefiro cortar o cabelo molhado, acho que no final a modelagem fica melhor. Como o comprimento sempre encolhe um pouco quando os fios secam, acerto com três ou quatro centímetros de folga e assim garanto um resultado exatamente na altura imaginada. Os mais finos, corto com tesoura. Já os fios grossos, começo a estilizar com navalha, para dar leveza, e depois acerto as pontas com a tesoura, para aprimorar o acabamento. A finalização com tesoura também ajuda a fazer o corte durar mais – com a navalha, ele acaba perdendo a beleza mais rápido.”

Wilson Eliodório, WEStudio, São Paulo

“Assim que a cliente chega ao salão, lavo seu cabelo e seco com o difusor em três etapas: jogando todos os fios para frente, depois para um lado e aí para o outro. Quando os cachos estão completamente secos, com volume e modelados, começo o corte. Construo a modelagem aos poucos, observando onde o cabelo é mais cheio e onde tem menos volume, e também onde existem redemoinhos. É muito importante respeitar o caimento natural! Quanto à navalha, não tenho preconceito, não: acho que pode dar uma boa leveza aos fios. Mas o cabeleireiro precisa ter cuidado, navalhar no sentido da fibra. Senão, aí sim, o cabelo espiga. Na dúvida, peça para usarem tesoura no seu.”

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s