Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Pré-xampu: aprenda a usá-lo

Ele serve para preparar o cabelo até mesmo antes de entrar no chuveiro. Descubra se as suas mechas precisam desse cuidado

Por Fernanda Morelli - Atualizado em 24 out 2018, 14h04 - Publicado em 17 nov 2015, 15h39

O arsenal de produtos para o cabelo há tempos não se limita à dupla xampu e condicionador. Primer capilar, spray de água do mar, xampu e condicionador a seco, tratamento detox são apenas alguns dos mais recentes. E agora mais um item chega para cuidar dos fios, o pré-xampu, que, como o próprio nome diz, deve ser aplicado antes da lavagem tradicional.

Há dois tipos: um para a limpeza profunda do couro cabeludo; outro para proteger os fios muito danificados dos agentes adstringentes do xampu, evitando que eles agridam a fibra capilar. O uso vai depender da necessidade. Ambos podem ser aplicados no cabelo seco ou úmido – cheque a recomendação da marca. “Para quem tem fios com danos extremos ou sofre com oleosidade excessiva é um cuidado a mais, que pode colaborar para a saúde capilar”, pondera o dermatologista Adriano Almeida, presidente da Sociedade Brasileira do Cabelo, em São Paulo. Além de aumentar a vitalidade dos fios, os pré-xampus tendem a deixá-los mais macios, brilhantes e soltinhos – com aspecto de bem tratados. Mas o médico recomenda uma avaliação (em consultório ou no salão) antes de apostar na novidade. “Usar o produto sem necessidade ou passar um que não é indicado para os seus fios pode causar efeito rebote, ressecando demais ou impedindo uma limpeza eficiente”, avisa. A frequência de utilização e o tempo de ação do produto variam de marca para marca. Para acertar na escolha, entenda a proposta de cada tipo de pré-xampu e veja qual deles vale para o seu caso.

Prevenção de danos

Bom para: cabelo muito danificado, pós-coloração ou alisamento.

Textura: Máscara, creme, pasta ou sérum (ampola).

Continua após a publicidade

Como funciona: protege o fio da ação adstringente do xampu, que muitas vezes retira mais sebo
que o necessário, atrapalhando a hidratação natural. “Esse tipo fecha um pouco as cutículas da mecha danificada, que, nesse caso, estão abertas demais. Assim, impede que os ativos do xampu penetrem mais profundamente, mas sem interferir na lavagem”, garante a farmacêutica Marcela Buchaim, do Spa do Cabelo, no Studio Tez, em São Paulo. Algumas versões também devolvem vitaminas e aminoácidos, recuperando a densidade do cabelo. Entre os ativos comuns nessas fórmulas estão a manteiga de karité, o óleo de soja e o gérmen de trigo.

Como usar: aplique no comprimento e nas pontas, deixe agir de três a 15 minutos e enxágue. Passe até três vezes na semana, dependendo do estado do seu cabelo.

Limpeza profunda

Bom para: retirar a oleosidade excessive ou resíduos de finalizadores, cloro ou água do mar do couro cabeludo.

Textura: gel ou óleo.

Como funcina: promove uma superlimpeza, tirando o excesso de gordura e sujeira, que pode entupir o folículo capilar, dificultando a distribuição de nutrients e até mesmo a hidratação das mechas. “Há versões com partículas esfoliantes, que estimulam a renovação celular do couro cabeludo, ajudando a equilibrar a oleosidade da raiz”, diz a cabeleireira Cris Dios, do Laces and Hair, em São Paulo. Os ativos mais comuns nesses produtos têm ação anti-inflamatória e bactericida, caso do chá-verde, extrato de jambu e própolis.

Continua após a publicidade

Como usar: espalhe apenas no couro  cabeludo e deixe agir por três minutos (se for esfoliante, massageie também). Use uma vez  por semana se os fios forem muito oleosos ou, nos casos mais leves, uma vez por mês.

 

Publicidade