Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Efeito Rapunzel: as famosas agora só querem saber de cabelos superlongos

Depois de MUITAS temporadas de fios curtinhos reinando no mundo das celebridades, os cabelos compridões retornam ao radar de tendências - saiba como aderir.

Por Ketlyn Araujo - Atualizado em 15 jan 2020, 10h57 - Publicado em 26 ago 2019, 17h55

Quando o verão no Hemisfério Norte deu as caras, uma leva de celebridades internacionais resolveu passar a tesoura nos fios e adotar cortes mais fresquinhos, sejam eles tipo Chanel, long bob ou variações do pixie – Kaia Gerber, Natalie Portman e Lily James estão na lista. Isso é a coisa mais normal do mundo, e quem sofre com as altas temperaturas sabe bem que um cabelo com a nuca à mostra é capaz, sim, de amenizar o calorão.

Enquanto isso, um outro grupo de famosas, internacionais (indo contra a vibe verão) e brasileiras, esqueceu de vez os visuais com fios curtos para investir em cabelos superlongos, sem economizar nadinha no comprimento. O efeito, que dependendo do tipo de fio pode ser alcançado por meio de tranças, dreads, técnicas de mega hair, apliques artificiais, perucas tipo lace e, ainda, do modo “natural”, deixando o cabelo crescer e fazendo a manutenção do corte, é tendência que há tempos não era vista com tanta força assim, ainda mais depois de MUITAS temporadas de long bobs reinando sem concorrência.

Tendencia-cabelo-longo-desfile-miu-miu
Desfile Miu Miu Outono/Inverno 2019-2020, durante a Semana de Moda de Paris

Leia Mais: 13 erros bobos que DESTROEM o seu cabelo, segundo os top profissionais

A explicação para a trend, que optamos por batizar de ‘efeito Rapunzel’, não vem de um só lugar. Para Rosangela Araújo, cabeleireira especialista em corte e coloração pelo Salão 1838 (SP), mulheres que passaram por procedimentos invasivos nos cabelos e acabaram até perdendo volume e comprimento optaram por adotar o mega hair como solução estética.

Já na Alta-Costura, que também acaba influenciando bastante a vida de quem passa longe das passarelas, cabelões foram vistos tanto na Miu Miu, durante a Semana de Moda de Paris, quanto no desfile Cruise 2020 da Gucci – lisos ou ondulados, o que chamava atenção mesmo era o comprimento giga.

Tendencia-cabelo-longo-desfile-gucci-cruise
Desfile Gucci Cruise 2020, em Roma, Itália Estrop/Getty Images
Tendencia-cabelo-longo-desfile-miu-miu
Desfile Miu Miu Outono/Inverno 2019-2020, durante a Semana de Moda de Paris

“De acordo com o relatório Influencing Beauty da Celebrity Intelligence, que explora o impacto da mídia digital na indústria da beleza, 80% dos 385 especialistas em marketing entrevistados disseram que os influenciadores são um fator-chave nas decisões de compra dos Millennials e, por consequência, nas suas escolhas de beleza. Kim Kardashian, Jennifer Lopez, Ariana Grande e Beyoncé foram algumas das responsáveis pela tendência ‘cabelo Rapunzel’ ganhar força na cultura pop, chegando rapidamente ao mainstream. Essa tendência impulsionou, inclusive, um aumento na indústria de perucas, as chamadas ‘lace wigs’, que viralizaram no Brasil e no mundo”, explica Bruna Ortega, Beauty & Fashion Expert da WGSN, empresa líder mundial em serviços de análise de tendências.

kim-kardashian-cabelo-gigante
@kimkardashian/Instagram
jennifer lopez cabelao tendencia
@jlo/Instagram
ariana-grande-tendencia-cabelao
@arianagrande/Instagram
beyonce-tendencia-cabelo-gigante

Técnicas

Will Ferrari, hairstylist do TP Beauty Lounge (RJ), conta que, atualmente, existem seis principais tipos de extensões capilares no mercado:

  • Queratina: tufos de cabelo são colados aos fios naturais após o aquecimento da queratina. Para que se tenha um efeito natural é necessário que a pessoa tenha pelo menos 10 centímetros de cabelos próprios na cabeça. As mechas precisam ser finas e leves para não repuxar a raiz, caso contrário, ele pode causar dor de cabeça, desconforto local e até queda
  • Ponto americano: são fios ‘amarrados’ junto ao couro cabeludo. Podem ser colocados um a um, igual ao método com queratina, ou costurados a uma tela por cima dos ‘amarradinhos’, que a partir daí já viram um mega de tela
  • Mega Hair de tela: Opção indicada para quem está com os fios mais curtinhos, ou para quem procura por um alongamento menos artificial, o mega hair de tela, como o nome já adianta, liga os fios já existentes com os ‘novos’ por meio de uma telinha, costurada de maneira bem próxima ao couro cabeludo. A manutenção, por outro lado, é mais chatinha, já que deve ser feita a cada seis semanas
  • Microlink: as mechas são presas por um micro anel de metal, uma a uma, como na técnica da queratina
  • Fita adesiva: você faz um ‘sanduíche’ com os cabelos, tirando uma fileira de cabelo e colando uma fita na parte de baixo e outra na parte de cima
  • Tic Tac: Sem muito segredo, o mega hair de tic tac possui as tradicionais presilhas acopladas aos cabelos, que devem ser colocadas com auxílio de um profissional para evitar que os fios caiam. Alternativa para quem quer usar um cabelão apenas em ocasiões especiais, se bem cuidado o mega hair de tic tac pode ser utilizado diversas vezes

Para mulheres de cabelo afro, as tranças sintéticas Box Braids – tipo jumbo e kanekalon – e os dreads (de agulha, lã/linha ou removíveis) também são alternativas possíveis, com preços variados dependendo do método e material escolhido.

Deixar crescer também vale, viu? Paciência, alimentação balanceada, produtos fortalecedores e vitaminas em dia contribuem para isso!

“O [método] que menos agride o cabelo é o da tela, que pode ser costurado ou pode ser usado como tic tac. Você tem a opção de pôr e tirar, e colocar só na hora que for sair. É o que eu acho legal pra não quebrar tanto o cabelo. Quando você pressiona muito a raiz, a cola acaba quebrando um pouco da raiz também. As pessoas falam que não, mas quebra”, afirma Rosangela, enquanto Will aconselha que a cliente busque sempre por fios naturais, que além de terem uma melhor aparência e mais qualidade, possibilitam que os cuidados em casa sejam os mesmos do seu próprio cabelo. Outra dica do profissional é optar por fios com textura e tipo semelhantes ao seu, pois quanto mais parecidos os cabelos, maior é a naturalidade.

Quanto custa?

Alguns apliques de tela, feitos de nylon, como informa Rosangela, podem ser encontrados em lojas físicas ou online específicas por valores que variam entre 500 e 600 reais. Já os cabelos verdadeiros, diz a profissional, custam, em média, de 5 a 10 mil reais. “Tem que ser cabelo fino, e a manutenção é supercara. Para manter um mega hair hoje em dia você tem que ter condições, porque você tem que cuidar muito do cabelo e frequentar o salão todo mês para fazer a manutenção. Acaba dando um pouco de trabalho e despesa”, finaliza.

Vem ver quem mais ‘fez a Rapunzel’ – e, quem sabe, investir no estilo capilar:

Awkwafina

Awkwafina-tendencia-cabelo-gigante

Camila Cabello

camila-cabello-cabelo-gigante

Lana Condor

Lana-condor-tendencia-cabelao

Zendaya

Zendaya-tendencia-cabelo-gigante
Jon Kopaloff/Getty Images

Jameela Jamil

Jameela-jamil-tendencia-cabelo
Rachel Luna/WireImage/Getty Images

Leigh-Anne Pinnock

Leigh-Anne Pinnock-cabelo-gigante
@leighannepinnock/Instagram

Ludmilla

tendencia-cabelos-longos-ludmilla
@ludmilla/Instagram

Luísa Sonza

luisa-sonza-cabelao
@luisasonza/Instagram

Magá Moura

maga-moura-cabelo-gigante
@magavilhas/Instagram

Normani

normani-cabelo-gigante
@normani/Instagram

Raveena

raveena-tendencia-cabelo-gigante
@raveena_aurora/Instagram

Shay Mitchell

shay-mitchell-cabelo-gigante
@shaymitchell/Instagram

Ciara

tendencia-cabelao-ciara
@ciara/Instagram

Yasmin Brunet

yasmin-brunet-cabelao
@yasminbrunet1/Instagram

Iza

iza-cabelo-gigante
@Iza/Instagram

Kylie Jenner

kylie-jenner-cabelo-gigante
@kyliejenner/Instagram

Bruna Marquezine

bruna-marquezine-cabelo-gigante
@brunamarquezine/Instagram

Camila Coutinho

camila-coutinho-cabelao
@camilacoutinho/Instagram

 

Continua após a publicidade
Continua após a publicidade
Publicidade