Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Cabelo liso e hidratado com óleo de moringa

Saiba tudo sobre o tratamento com a substância que alisa sem danificar

Por Ana Bardella (colaboradora) Atualizado em 21 jan 2020, 23h42 - Publicado em 23 abr 2015, 11h00

Já ouviu falar em moringa? “Trata-se de uma planta originária da Índia, conhecida pela sua ação antioxidante e hidratante e que vem sendo usada na indústria cosmética”, explica Adauto Luiz dos Santos, coordenador do curso de pós-graduação em fitoterapia da Faculdade de Ciências da Saúde. Até uma nova escova progressiva foi criada com o óleo extraído dessa espécie. Frank Monteiro, do salão Frank Coiffeur (RJ), explica ao lado como funciona esse alisamento.

O que é essa escova?

Também conhecido como plástica hollywoodiana, o alisamento com óleo de moringa é novidade nos salões brasileiros, mas já faz sucesso há algum tempo com as celebridades gringas. Daí vem o nome que remete às estrelas de Hollywood. Julia Roberts, por exemplo, já aderiu à técnica. Ela funciona como uma escova progressiva, mas é menos agressiva que os procedimentos comuns. Ao mesmo tempo que alisa e tira o volume, hidrata os fios.

Quem pode fazer?

A técnica pode ser aplicada em todos os tipos de cabelos e alisa até os mais crespos. Ela também funciona como um tratamento: graças a seu poder de recuperar fios danificados ou com fissuras, dá para fazer em cabelo com química. Quem acabou de tingir pode aplicar no mesmo dia.

Quanto tempo dura?

Três meses, em média. E pode repetir quantas vezes quiser. Não há restrição de tempo entre alisamentos.

Quanto custa?

O preço médio é de R$ 150*.

Para usar em casa e deixar os fios macios

Os produtos que contêm moringa na fórmula diminuem o frizz e o volume. Confira:

Continua após a publicidade

Divulgação
Divulgação

1. Ativador de cachos nutritivo, Salon Line, R$ 10,25*

2. Máscara de tratamento Moringa Oil, Facinatus, R$ 29,99*

3. Sublime Oil Shampoo, Matrix, R$ 40,42* e Sublime Oil Condicionador, Matrix, R$ 47,47*

 

*Preços pesquisados em março/2015

Continua após a publicidade
Publicidade