Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês
Rachel Jordan Especializada em imagem, comportamento e protocolos internacionais, Rachel Jordan é consultora, instrutora, palestrante e ministra cursos e workshops por todo o Brasil sobre imagem e comportamento no ambiente profissional

Como celebrar o Natal sem atitudes que coloquem a saúde em risco

Confira quais são os principais protocolos de segurança para as celebrações de Natal em meio ao aumento de casos de Covid-19

Por Rachel Jordan Atualizado em 22 dez 2020, 18h13 - Publicado em 23 dez 2020, 13h00

Depois de um 2020 tão intenso e doloroso, chegamos ao Natal com um cenário que não era o esperado por nenhum de nós. A pandemia que mexeu com nossas vidas e abalou nossos sentimentos ao longo do ano e que vinha apresentando sinais de queda no número de casos nos últimos meses, voltou a recrudescer exatamente na ocasião em que nosso maior desejo é estar reunidos com as pessoas que amamos para amenizar as dores que vivemos e celebrar o fato de estarmos bem e com saúde.

Com o contágio em alta, as opiniões têm se dividido sobre as tradicionais comemorações entre famílias e amigos. A pergunta que mais ouvimos é: e aí, como vai ser o Natal? É claro que muitas pessoas estão conscientes de que não há espaço para grandes celebrações nos padrões que estamos acostumados. Afinal, em quase 10 meses, foram mais de 180 mil vidas perdidas no país. E sempre é bom ressaltar que precisamos ter empatia pela dor do outro. Famílias inteiras estão dilaceradas pela perda de seus entes queridos.

Mas, acredito que exista, sim, espaço para uma celebração mais intimista e com as devidas medidas de segurança, no núcleo familiar mais próximo. O Natal é uma das datas mais importantes do cristianismo, é cercada de simbologias que nos remetem ao renascimento e a esperança. E ter esperança de que vamos conseguir superar esse pesadelo que vivemos em 2020 é tudo que precisamos neste momento.

No entanto, lembrem-se: festejar o Natal não significa esquecer a realidade que estamos vivendo. Então, se você decidiu seguir os protocolos de segurança e receber seus familiares ou amigos mais próximos para uma celebração, é preciso se preocupar com todos os detalhes que garantam o máximo de segurança a quem estiver na sua casa. Avalie bem o número de convidados para que todos possam estar confortáveis e com algum distanciamento. Se houver possibilidade, opte por espaços abertos, com bastante ventilação. Varandas e jardins semicobertos atendem bem nesse sentido.

Para o momento da ceia é importante pensar na distribuição dos convidados e que serviço pretende adotar. Colocá-los em mesas separadas pode ser uma ótima alternativa para evitar que todos estejam juntos quando estiverem comendo, bebendo e conversando. Mas se isso não for possível, uma boa solução pode ser o serviço à americana e com os convidados espalhados pelo ambiente. Além de mais informal, evita que todos fiquem aglomerados em torno da mesa. Caso a sua casa seja ampla e você disponha de uma mesa grande, faça um espaçamento maior entre as cadeiras dos convidados.

No caso de serviço à americana, o ideal é que uma única pessoa possa montar todos os pratos para que não haja muito manuseio dos utensílios. Disponha frascos de álcool em gel em lugares estratégicos da casa para que cada convidado higienize as mãos antes de começar a se servir e ao começar a refeição. Deixe vários potes com petiscos no ambiente para que não haja “aglomeração”. Capriche na decoração da mesa para que esteja bem cuidada e bonita, isso demonstra o quanto você se preocupou para que a ceia fosse um momento de prazer e acolhimento para cada um de seus convidados.

Uma boa música ambiente também contribui para a descontração e alegria de todos. Mas, atenção: cuidado com o volume. O som mais alto exige que as pessoas aumentem a voz para serem ouvidas e nesse momento isso não é aconselhável. O ideal é que todos falem num tom mais baixo para evitar emissão de muitas gotículas no ar. Esse cuidado se justifica. Não podemos nos esquecer de que existem pessoas assintomáticas, que transmitem o vírus mesmo sem saber que estão infectadas. O álcool em gel será um aliado importante para diminuir os riscos. É importante que as pessoas higienizem as mãos constantemente.

Continua após a publicidade

Para tornar sua noite de Natal mais tranquila e sem atitudes que coloquem em risco a sua saúde, e de seus convidados, proponho algumas dicas.

Segurança – Sempre é bom lembrar que em hipótese alguma você pode colocar em risco a saúde do outro. Seja como anfitrião ou convidado, se teve contato com alguém com Covid 14 dias antes da celebração, ou se teve qualquer sintoma, por mais leve que seja, é preciso avisar as pessoas o quanto antes e declinar o convite. Outros Natais virão, o importante é que todos continuem com saúde.

Respeito – Não importa qual seja a sua religião, convide seus convidados a fazerem uma oração de agradecimento por estarem todos com saúde e em homenagem aqueles que perderam pessoas durante a pandemia. É um gesto de empatia e de amor ao próximo.

Comemoração virtual – Nem todos poderão estar presentes por uma questão de segurança. Reserve um momento para falar com amigos ou familiares que estejam sozinhos e que você não pôde encontrar. As chamadas de vídeo que funcionaram tão bem no auge da pandemia, continuam sendo uma demonstração de que, apesar de distante, você não se esquece de quem é especial para você.

Idosos e pessoas em situação de risco – O momento é de preservar os mais idosos e aquelas pessoas que têm a saúde mais vulnerável. Se for arriscado tê-los na noite de Natal, proponha um almoço ou jantar em outro dia da semana, ou no dia 25, para que eles não corram riscos. Eles se sentirão acarinhados e vão entender que você está cuidando para mantê-los bem e com saúde.

Máscaras – Mesmo estando em família, o uso de máscaras é aconselhável para pessoas que não morem na mesma casa. Dessa forma todos se sentem mais seguros. O melhor é que permaneçam sem o acessório de segurança somente durante a ceia, ou em outros momentos em que estejam comendo ou bebendo.

Horários – Sabemos que essas comemorações costumam se estender por muitas horas. Não se esqueçam de que o momento exige cuidado, não prolongue por muito tempo a sua comemoração. Proteja você e seus convidados. Certamente ainda existirão outras oportunidades para comemorar sem hora para acabar.

Bebidas – Sabemos que depois de algumas taças de vinho para brindar a noite de Natal ficamos mais soltinhos e menos cautelosos com as medidas de segurança. Cuide-se, fique atento para que a sua comemoração, ou de seus amigos e familiares, não fique comprometida.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade