Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Rachel Jordan Especializada em imagem, comportamento e protocolos internacionais, Rachel Jordan é consultora, instrutora, palestrante e ministra cursos e workshops por todo o Brasil sobre imagem e comportamento no ambiente profissional

LinkedIn: etiqueta na maior rede profissional do mundo

Será que todos que participam do LinkedIn conhecem sua etiqueta e sabem usar a rede de maneira adequada?

Por Da Redação Atualizado em 17 fev 2021, 09h26 - Publicado em 17 fev 2021, 09h00

Maior rede de contato profissional do mundo, com cerca de 660 milhões de usuários, o LinkedIn é o melhor espaço virtual de networking da atualidade.

No Brasil, são 46 milhões de pessoas conectadas na rede. Criado em 2003, mantém irretocável até o momento sua proposta de promover interações profissionais, atualização de mercado e abertura de novos canais de conhecimento para seus usuários.

O Brasil está entre os quatro países que mais utilizou a rede nos últimos anos. Mas será que todos que participam do LinkedIn conhecem sua etiqueta e sabem usar a rede de maneira adequada?

A julgar pelo recorte de algumas conexões que tenho observado, parece que muitos usuários andam se esquecendo das regras de etiqueta propostas pelo LinkedIn desde o início.

Se estamos falando de uma rede profissional, me parece ser óbvio que ali não é o espaço para interações de cunho pessoal ou social, concordam? Mas, surpreendentemente, é isso que vem acontecendo em alguns perfis.

Qual o objetivo de postar uma foto com seu animal de estimação ou uma imagem de viagem que não esteja atrelada ao seu trabalho? É lógico que não faz qualquer sentido. Pelo contrário, é um erro que pode comprometer sua imagem profissional e minar futuras oportunidades.

Ninguém está no LinkedIn para mostrar o quanto é viajado ou descolado. Pelo menos não deveria. Como sabemos, é um canal de troca de experiências profissionais e como tal deve ser respeitado.   

Ter um perfil alinhado com a proposta da rede é a primeira coisa a ser pensada por quem está no LinkedIn, ou para aqueles que pretendem se juntar ao time de usuários. A nossa imagem continua sendo o nosso melhor cartão de visitas, então não comece queimando na largada.

Você quer ser avaliada por seus dotes corporais ou por sua experiência e competência profissional? Escolher uma foto para o perfil que transmita seriedade e credibilidade é a primeira medida a ser adotada. Afinal, a sua imagem será um dos principais pontos focais de sua página. 

Principalmente durante a pandemia, quando milhões de brasileiros perderam seus empregos, a plataforma se consolidou ainda mais como um espaço onde empregadores e trabalhadores avaliam a temperatura do mercado e as oportunidades que ele oferece. A escolha de como você quer ser vista nesse espaço que conecta milhões de profissionais e aponta tendências é exclusivamente sua.

A competitividade por uma vaga de emprego está cada vez mais acirrada. Então não perca o foco, cuide do seu perfil com toda atenção seguindo algumas regrinhas básicas para se destacar no meio da multidão de profissionais que querem chamar a atenção de empregadores para as habilidades que de fato importam. 

Continua após a publicidade

Baseada nas observações que tenho feito, decidi reunir algumas dicas que podem colaborar para que você tenha um perfil profissional moderno, assertivo e conectado com o atual padrão de etiqueta do LinkedIn. 

Conexões – Ao contrário de outras redes sociais, o número de contatos não é o ponto mais relevante. O importante é que suas conexões realmente estejam conectadas com sua área de interesse profissional, que agreguem valor ao seu perfil e contribuam de alguma forma para o seu crescimento profissional e para atingir seus objetivos. Construa uma rede de troca, de conhecimento e aprendizado.

Perfil atualizado – Não adianta ter um perfil no LinkedIn e não manter a página atualizada. As suas chances de conseguir uma colocação por meio da rede reduzem muito. Manter o perfil atualizado demonstra o seu zelo profissional. Suas informações profissionais e acadêmicas devem ser sempre revistas e atualizadas. Seja objetiva ao escrever sobre suas competências, evite adjetivos e jargões que os recrutadores não aprovam. Faça seu marketing pessoal de forma assertiva. 

Foto do perfil – Lembre-se que o seu LinkedIn é seu currículo online e uma importante ferramenta profissional. Escolha com atenção a foto do perfil, ela deve reforçar a sua imagem profissional e a maneira como exerce o seu trabalho. Pense no enquadramento adequado e na luz que melhor favorece. Dispense artifícios como óculos escuros, chapéus ou qualquer acessório que chame mais atenção do que você. Escolha um look que demonstre seriedade profissional. 

Seja atuante – É importante que você marque presença na rede, que contribua com seu conhecimento. Faça postagens regulares com informações pertinentes sobre sua área de atuação. Compartilhe conteúdos como artigos e reportagens que ampliem o conhecimento dos contatos de sua rede. Se você gosta de escrever, expresse sua opinião por meio de um artigo com temas relevantes. Mas, atenção: cuidado com erros português, revise seus textos antes de publicar. 

Currículo – Não tente “maquiar” seu currículo com informações que não sejam verdadeiras ou com chavões desnecessários. Os perfis de usuários são visitados regularmente por recrutadores, gestores e empregadores. Eles perdem o interesse quando se deparam com informações que consideram inconsistentes ou mentirosas. 

  •  

     

     

     

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade