Após críticas, feira do livro em SC cancela participação de Miriam Leitão

A jornalista foi desconvidada após reações negativas e coordenador disse que decisão foi tomada 'com vergonha'

Um dia após confirmar a presença da jornalista Miriam Leitão na 13ª Feira do Livro de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, a organização do evento anunciou nesta terça (16) que a jornalista não participará do evento.

Miriam faria uma palestra na feira no dia 15 de agosto, e havia sido convidada para falar sobre a formação de escritores e sobre seus livros. Além de Miriam, o sociólogo Sérgio Abranches também foi retirado da programação.

O coordenador geral da feira, João Chiodini, informou que a decisão de desconvidar a jornalista e o sociólogo foi tomada “com vergonha”, mas “para garantir a segurança dos convidados”. “Logo depois que anunciamos (os nomes), recebi ligações, mensagens e comentários nas redes dizendo que os dois seriam recebidos com ovadas. É a primeira vez que isso acontece em 12 anos de evento”, disse Chiodini.

VEJA os assuntos  que mais estão bombando nas redes sociais

A petição que pedia o cancelamento da jornalista e do sociólogo teve mais de 3 mil assinaturas, e um dos trechos se referindo a Miriam dizia: “Por seu viés ideológico e posicionamento, a população jaraguaense repudia sua presença, requerendo, assim, que a mesma não se faça presente em evento tão importante em nossa cidade”.

“Nós fomos convidados, Sergio e eu, para falar da nossa formação como escritores, dos nossos livros e dos livros que nos marcaram. A mesa ‘Biblioteca afetiva’ nos entusiasmou: iríamos falar do que amamos tanto. Infelizmente, a intolerância foi mais forte, desta vez. Mas o livro sempre vencerá”, afirmou ao O GLOBO.

No Twitter, usuários reagiram:

Leia mais: Jornalista global oferece vestido a estudante que venceu feira de ciências

+ Jornalista causa polêmica ao fazer piada com caso Madeleine McCann

Síndrome de burnout – Izabella Camargo conta a sua história no podcast Senta Lá, CLAUDIA