Sexo aos 60 anos: dicas para continuar aproveitando

Se você acha que a vida sexual acabou depois dos 60, esses quatro truques te farão mudar de ideia

Se você tem um parceiro/parceira ou está solteira e acha que a vida sexual acabou porque tem 60 anos ou mais, estou aqui pra te fazer mudar de ideia. Talvez você não tenha percebido, mas cada vez mais as pessoas têm abandonado essa ideia de que aposentadoria é ficar em casa sem fazer nada e estão se reinventando, buscando uma nova carreira, viajando… e essa transformação se estende à vida sexual.

Na coluna de hoje eu listo dicas especiais para você continuar se descobrindo e tendo prazer na melhor idade.

Cuide bem da sua saúde

O primeiro passo é o cuidado com a saúde geral. Alimentação, a prática de exercícios, controle de outros fatores de saúde (pressão, nível glicêmico, índices de colesterol e triglicérides) favorecem uma boa vida sexual. Então, cuide bem desses requisitos para ficar com o corpo em dia e ter disposição, energia e condições de desfrutar do sexo.

Entenda as transformações do seu corpo

É inevitável que o corpo mude com o passar do tempo. No homem, o tempo da ereção tende a mudar e é natural que ele não aguente mais uma grande maratona sexual, e a atividade do casal precisa se ajustar a essa nova realidade. Nas mulheres, também acontecem mudanças. A principal é a ocorrência de ressecamento vaginal após a menopausa. Esse é um problema simples, que o uso de um lubrificante íntimo soluciona facilmente e no caso da ereção, a dica é o casal pode aumentar o tempo dedicado a práticas como massagem corporal, masturbação mútua ou sexo oral. Tudo o que hoje é considerado uma preliminar pode ocupar um tempo maior da relação sexual.

Aproveite os acessórios

Alguns acessórios vendidos em sex shops também ajudam a ter mais prazer após os 60 anos. A mulher, por exemplo, pode recorrer a vibradores, principalmente se ela não tiver um parceiro. Mas mesmo a dois, dá para explorar bem o brinquedinho e compensar o tempo menor de ereção. Um deles é o anel peniano, que ajuda a manter a ereção por um período maior, já que retém o sangue no pênis. Alguns modelos ainda têm uma vibração, o que garante um agradinho extra para ela também.

Pompoarismo

Para ter muito mais prazer com o sexo na terceira idade, é fundamental cuidar do assoalho pélvico. A lei da gravidade, os efeitos da idade, mudanças de peso e gestações (no caso delas) têm um efeito cruel sobre homens e mulheres: eles deixam essa musculatura frouxa.  E qual é o resultado dessa perda do tônus do músculo pubococcígeo? As mulheres se sentem “largas” e muitas vezes não consegue sentir tanto prazer no ato sexual. Já o homem tem uma dificuldade maior para manter uma ereção duradoura e satisfazer sua parceira. Então, a melhor alternativa é realmente investir no fortalecimento do assoalho pélvico com os exercícios de Pompoarismo.

Leia mais: 9 posições sexuais que toda mulher precisa experimentar

PODCAST – Por que não sinto vontade de transar?