Bioestimulação para tratamento da flacidez

O procedimento pode ser feito na face e pescoço e também no corpo como braços, face interna das coxas, abdome e joelhos

Chamamos de bioestimulação a técnica de injeção de substâncias biocompatíveis na pele para estimular colágeno. A diferença entre bioestimulação e preenchimento é que no primeiro caso nós diluímos o produto e aplicamos um pouco mais superficialmente, e no caso do preenchimento, a substância pode ser injetada em várias camadas dependendo do tipo de tratamento que foi planejado.

O preenchimento, como o próprio nome diz, preenche o local de um sulco ou uma ruga. Ele também serve para volumizar e projetar, além de reestruturar criando vetores de sustentação que neutralizam a queda da face causada pela flacidez.

A bioestimulação não preenche nem projeta, somente estimula a produção de mais fibras de colágeno e elastina, promovendo melhor qualidade de pele. Os produtos utilizados são ácidos polilático, hidroxiapatita de cálcio e também a policaprolactona. Ela não é feita com ácido hialurônico pois essa substância é um preenchedor com grande capacidade de hidratação, mas com pouco potencial para estimular colágeno.

O médico especialista preparado para a aplicação do bioestimulador deve conhecer a anatomia tecidual de forma profunda e completa. O conhecimento detalhado da substância usada para o procedimento também é importante para otimizar os resultados. Cada local a ser bioestimulado vai ser marcado conforme a necessidade do tratamento.

O procedimento pode ser feito com uma agulha ou cânula. No caso da utilização da agulha, a área a ser tratada pode ser quadriculada e a aplicação é feita ponto a ponto. Quando usamos a cânula, fazemos retro injeção com movimentos pendulares espalhando a substância na área a ser tratada. Em geral, são feitas de uma a três sessões com intervalo de quatro semanas entre elas.

A flacidez cutânea dos flancos e coxas, assim como o chamado umbigo triste, apresentam resultados muito interessantes e positivos. A bioestimulação é um dos melhores tratamentos para flacidez do pescoço. Ela pode ser combinada com outros procedimentos como radiofrequência, ultrassom microfocado, laser fotona ou CO2. Neste caso, realizamos primeiro a tecnologia e depois a bioestimulação.

A bioestimulação é uma técnica segura e eficaz para o tratamento da flacidez facial e corporal e tem poucos efeitos colaterais, que podem ser avermelhamento, inchaço e hematomas. O efeito mais temido são as nodulações, que podem ocorrer quando o produto não é bem diluído ou mal espalhado.

Leia mais: O que é preenchimento facial?