Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Conversa de Vó Natália Dornellas é jornalista, podcaster e ativista da longevidade. Procura por avós e avôs para prosear e histórias de #avosidade para contar. É criadora do podcast Conversa de Vó e cofundadora da plataforma 40+ AsPerennials

Filha fotografa amorosamente processo de despedida da mãe com demência

Ao perceber que perderia sua mãe para a demência, Cheryle St. Onge criou um projeto fotográfico que é poesia pura

Por Natália Dornellas Atualizado em 19 fev 2021, 18h12 - Publicado em 19 fev 2021, 17h50

Essa não é a história de uma vozinha com a qual tive o prazer de bater um papo descontraído numa quarta-feira qualquer (embora eu bem que quisesse). Essa é a história de uma avó ilustrada amorosamente por sua filha, já que a personagem principal não se comunica mais por palavras.

Tudo começou mais ou menos assim. Era o ano de 2017, e Cheryle St. Onge trabalhava como professora de artes, quando a mãe, Carole, foi diagnosticada com demência vascular. Vivendo em Durghan, New Hampshire, com o marido e três filhos, e tendo a matriarca como vizinha,  ela  percebeu rapidamente o impacto da doença e como isso afetaria a vida de todos definitivamente.

fotos de @cherylestonge
@cherylestonge/Divulgação

Fotografar o processo não foi sua primeira opção. Parecia muito estranho para ela clicar alguém que estava  aparentemente se despedindo da vida e não autorizou as imagens, mas foi assim, com resistência e muito receio, que, em abril de 2018, nasceu o projeto “Calling the Birds Home”. O nome não poderia ser mais adequado, já que Carole era artista e observadora de pássaros, antes de a demência se apresentar.

Calling The Birds Home
Carole: projeto ” Calling the Birds Home” foi parar no jornal The New York Times @cherylestonge/Divulgação

Desde então, Cheryle compartilha fotos e vídeos da mãe em seu Instagram (@cherylestonge). A maioria são retratos de Carole cuidando de seu o cavalo Ellie, cortando o cabelo ou apenas curtindo o calorzinho do sol no rosto, já que o inverno por ali é bastante severo.

Carole, estrela do projeto Calling the Birds Home
@cherylestonge/Divulgação

As reações ao projeto foram surpreendentes já que Cheryle não havia comunicado aos amigos e colegas sobre a saúde da mãe e as lutas que vinha encarando desde então. Mas a coisa foi muito além da admiração e  “Calling the Birds Home” ganhou as páginas da The New York, em maio de 2019, numa reportagem fotográfica de Dia das Mães que rodou o mundo e colocou em pauta as dores e delícias de cuidar de quem um dia cuidou da gente. Cada um faz o que pode com as voltas que a vida dá e Cheryle fez, no mínimo, uma linda poesia.

 *Para ver mais histórias com esta e acompanhar minha “curadoria de avós e avós”, acesse  nataliadornellas.com.br ou @nataliadornellas, no Instagram. Ah, e se conhecer personagens que mereçam ter suas contadas, me deixe saber, por favor. 

 

Carole, projeto Calling The Bird Home

  • Continua após a publicidade
    Publicidade