Clique e assine com até 75% de desconto
Conversa de Vó Natália Dornellas é jornalista, podcaster e ativista da longevidade. Procura por avós e avôs para prosear e histórias de #avosidade para contar. É criadora do podcast Conversa de Vó e cofundadora da plataforma 40+ AsPerennials

Esta é a Dona Neusa, a vovó blogueira que é estrela de comercial

Dona Neuza, de 90 anos, é a vovó de hoje da coluna "Conversa de Vó", de Natália Dornellas

Por Natália Dornellas Atualizado em 6 nov 2020, 13h08 - Publicado em 6 nov 2020, 13h30

Muito antes da invasão das vovós e vovôs às redes sociais, havia o blog da Vovó Neuza Sim, há exatos 12 anos, essa bióloga com flerte pelo memorialismo, estreou na blogsfera com o objetivo único de escrever – sem cortes! – sobre arte, literatura, filmes e São Paulo, seu objeto de estudo e devoção.

“Ao longo dos anos venho tentando me descrever, falar de como me sinto e dos objetivos do ano a cada época”, diz, logo na introdução da seção “Eu sou assim” do blog, que foi atualizado esta semana com mais relatos sobre seu isolamento, durante a pandemia, e uma dica preciosa de leitura.

No Blog, Neuza Guerreiro de Carvalho, de 90 anos, conta também os detalhes da campanha publicitária (sabe a vovó́ no comercial do iFood? É ela! Confira abaixo) que acaba de estrelar e recomenda “A Bailarina da Morte”, de Lilia Schwarcz e Heloisa Starling: “Livro muito especial de duas acadêmicas que sabem usar uma linguagem accessível, fruto de pesquisas certas em quantidades certas. Em um primeiro momento, um texto denso e completo da época, desde a Primeira Guerra Mundial, de 1914 até 1919/20, quando a Gripe Espanhola foi embora sem que ninguém soubesse o que a causava porque os conhecimentos científicos eram poucos”.

Mãe de dois filhos e avó de quatro netos, dona Neuza tem uma rede de apoio enorme, formada por amigos – quase sempre gays, como gosta de frisar – que acabam cumprindo a função de mimá-la bastante. “Tenho um amigo, o Sérgio, que faz questão de vir aqui em casa só para trazer um pedaço do bolo que ele mesmo fez”, conta ela.

Nascida em 12 de abril de 1930, dona Neuza é paulistana e formou-se em 1951 no antigo curso de Historia Natural, quando a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP funcionava no Palácio Jorge Street, no centro de São Paulo. E é sobre essa cidade que ama e domina o seu próximo curso, batizado de “Caminhando por São Paulo com Neuza Guerreiro de Carvalho”, que terá início no dia 21 de novembro.

Continua após a publicidade

Contei só um pouquinho sobre ela para você ir correndo ao blog e – quiçá? – organizar a agenda para participar da nossa “Conversa de Vó”, neste domingo, dia 8 de novembro, às 11h.

*Para ver mais histórias com esta e acompanhar a minha “curadoria de avós”, acesse nataliadornellas.com.br ou @nataliadornellas, no Instagram. E se conhecer personagens que mereçam ter suas histórias contatadas, por favor, me deixe saber (natalia@nataliadornellas.com.br)

 

 

 

Continua após a publicidade
Publicidade