CLIQUE E ASSINE A PARTIR R$ 6,90/MÊS
Cynthia de Almeida Por Mulher S.A. Coluna da jornalista e estudiosa do comportamento feminino Cynthia de Almeida

Gravidez não é motivo para abrir mão de oportunidades na carreira

Se você tem uma gestação normal, por que deve agir como se não fosse capaz de fazer o seu trabalho?

Por Cynthia de Almeida 25 set 2017, 10h00

Estou grávida e ainda não contei para o meu chefe que me ofereceu um cargo melhor e mais desafiador aqui na empresa. É uma pena, mas acho que vou ter que dispensar a promoção. Será que ainda terei uma nova chance depois de voltar da licença-maternidade?

A pergunta certa é: “será que eu tenho mesmo que dispensar a promoção?”. A executiva do Facebook Sheryl Sandberg, em seu livro Faça Acontecer – Mulheres, Trabalho e a Vontade de Liderar (Editora Sextante), dá um conselho importante para a carreira das futuras mamães: “Não saia antes de sair”. Ou seja, a gravidez, por si só, não é motivo para se abrir mão de nenhuma oportunidade.

Se você tem uma gestação normal, por que deve agir como se não fosse capaz de fazer o seu trabalho?

Um recente estudo mostra que homens são promovidos três vezes mais que as mulheres nos mesmos estágios de carreira. Se você recebeu uma promoção, é sinal de reconhecimento do seu talento e, acredite, sua capacidade não diminui pelo fato de estar esperando um bebê. É claro que deve contar logo para o chefe sobre a gravidez e a conversa sobre a proposta é uma excelente oportunidade.

Aproveite a ocasião para discutir com ele os próximos movimentos: sua saída em licença e os planos para o retorno. Boa sorte!

Continua após a publicidade

Publicidade