Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês
Carol Sandler Por FINANÇAS FEMININAS Carol Sandler é jornalista, fundadora do Finanças Femininas e autora do "Detox das Compras"

Você está preparada para bancar a sua vida no futuro?

Está na hora de você começar a se preocupar e assumir o controle do seu planejamento

Por Carolina Sandler - 1 ago 2018, 19h47

Não me refiro ao próximo mês, nem ano, mas sim à sua aposentadoria. Ou vai me dizer que você prefere contar com a sorte?

Pois bem: se você não guarda dinheiro para o seu futuro, é exatamente isso que você está fazendo.

Eu trago uma notícia boa, e outra não tão positiva assim. A boa é que a nossa geração vai viver mais – e as mulheres, ainda mais. A expectativa de vida média dos brasileiros é de 76,2 anos, segundo o IBGE, enquanto a das mulheres é de 79,8. O outro lado da moeda é claro: você vai ter que poupar ainda mais para poder bancar a sua vida durante a aposentadoria.

Não adianta contar com o INSS – se a Previdência Social só traz decepção atualmente, a situação deve piorar no futuro. De acordo com outro levantamento do IBGE, o Brasil terá em 21 anos mais idosos do que pessoas em idade ativa. Será impossível conseguir dar uma aposentadoria digna para todos somente com base no dinheiro do INSS. A Reforma da Previdência será uma necessidade, e o que já era ruim vai ficar pior

Continua após a publicidade

Por isso, está na hora de você começar a se preocupar com o seu futuro e assumir o controle do seu planejamento. A chave para fazê-lo é (1) separar um dinheiro para guardar mensalmente assim que o salário cai na sua conta e (2) escolher um bom investimento para fazer as aplicações. Você pode, inclusive, deixar a aplicação automática programada, assim você não corre o risco de esquecer de vez em quando.

A chave aqui é a consistência de garantir que você consegue guardar dinheiro todos os meses, com regularidade. Desse jeito, você tem tempo para os juros compostos entrarem em ação – que nada mais são do que juros em cima dos rendimentos que você já ganhou no passado.

 Com relação ao investimento, eu já deixo aqui as dicas: para o longo prazo, as melhores opções hoje são uma combinação entre um plano de Previdência Privada, títulos do Tesouro Direto (em especial o IPCA+) e uma parte menor do seu dinheiro (até 30% do seu patrimônio) em fundos de ações. 

Seguindo esta receita, você poderá se livrar da preocupação com o seu futuro: graças ao seu planejamento e esforço, ele será muito mais próspero do que se você contasse apenas o INSS. Afinal de contas, quem conta com a sorte pode ficar à mercê do azar.

Continua após a publicidade

Para ler mais sobre investimentos e planejamento para a aposentadoria, acesse o Finanças Femininas.

Leia também: Guia completo dos investimentos: conheça as principais aplicações

O truque certeiro para saber se uma compra vale a pena mesmo

Já votou no Prêmio CLAUDIA? Escolha mulheres que se destacaram

Publicidade