Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês
Carol Sandler Por FINANÇAS FEMININAS Carol Sandler é jornalista, fundadora do Finanças Femininas e autora do "Detox das Compras"

Como apoiar outras mulheres na prática?

A colunista Carol Sandler reflete sobre consumo e sororidade em tempos de pandemia

Por Carolina Sandler - 18 ago 2020, 18h17

Cada real gasto é um voto. Um voto de confiança e de apoio em um modelo de negócios. Nesta pandemia, aprendemos a refletir sobre os impactos da forma como gastamos nosso dinheiro.

Você vai fazer compras por delivery na grande rede de supermercado ou no WhatsApp do feirante?

Você vai comprar roupas naquela fast fashion de sempre ou da loja da amiga da vizinha, que ficou com o estoque lotado por causa da pandemia?

Estas escolhas sempre existiram, mas ficaram mais aparentes neste momento com tantas pessoas passando necessidade. Desemprego em alta, quebradeira de pequenos negócios, queda na renda de tantos autônomos… Agora, mais do que nunca, ficou claro como cada real que gastamos é um voto.

Nestes tempos, tenho refletido sobre como usar também meu dinheiro de forma a apoiar as causas nas quais eu acredito. Sempre falamos sobre apoiar outras mulheres nas redes sociais, no trabalho, com visibilidade e assim por diante. Mas ,e se usássemos o nosso poder de compra para apoiar mulheres na prática?

Decidi, então, montar uma lista de ideias de como utilizar o nosso dinheiro para apoiarmos umas às outras:

Continua após a publicidade

1. Compre de empresas de mulheres

Tem jeito melhor de apoiar mulheres empreendedoras do que comprando os seus produtos e serviços? É com dinheiro em caixa que elas conseguem não só sobreviver a esta crise, mas também crescer. Aproveite e divulgue para suas amigas e nas suas redes sociais – quanto mais negócios você ajudar a promover, melhor.

2. Contrate (e promova) mulheres

Não é porque estamos vivendo uma crise que as empresas não estão contratando. Quer jeito mais legal de colocar o feminismo em prática do que gerando empregos para mulheres? Aproveite e converse com o departamento de RH da sua empresa para saber se existem políticas de igualdade de gênero nas contratações e promoções. Além de trazer uma sociedade mais igualitária, você ajuda também o crescimento da empresa – existem estudos que mostram que empresas com mais mulheres em cargos de liderança têm maior potencial de retorno, viu?

3. Contribua para projetos sociais conduzidos por mulheres

E de preferência que tenham foco em trabalhar questões de gênero, não acha? Encontre uma causa que te apaixone e separe um orçamento mensal para contribuir. É melhor fazer pequenas doações com consistência, do que uma única doação e não aparecer mais – pois é assim que a instituição descobre que pode de fato contar com você e fazer um planejamento futuro. E lembrando: doação não precisa ser de dinheiro. Você pode doar seu tempo também.

Continua após a publicidade
Publicidade