5 maneiras de conseguir o dinheiro que precisa para seu negócio decolar

É preciso entender que as maneiras de financiamento evoluíram e que o mais importante é estar atenta a estas novas oportunidades do mercado

Um dos principais desafios enfrentados por toda microempreendedora individual brasileira que está começando é a captação de fundos. No meu livro “Seu Sonho Tem Futuro”, dedico um capítulo inteiro a esta questão: conseguir dinheiro para abrir um negócio ou, para a fase seguinte, que é fazê-lo decolar, com dicas práticas que vão além do crowdfunding.

Antes de tudo, você precisa ser autêntica (descobrir o que é verdadeiramente original da sua história ou produto). E esta resposta nem sempre está na criatividade do produto em si. Muitas vezes o que há de original é a maneira inovadora como um produto já existente é apresentado ao mercado.

Por isso, esse mês decidi dar cinco dicas para te ajudar a captar investimentos:

 1) Financiamento Coletivo

Esta opção tem apresentado um crescimento exponencial em popularidade no Brasil. Mas não é “Como ganhar dinheiro fácil na internet”. Para ser bem-sucedida em uma campanha de captação online ou no financiamento coletivo, é preciso ter em mente que a sua rede direta de contatos deve se engajar na fase inicial do projeto. Apenas assim você conseguirá atrair as pessoas que ainda não conhecem o seu trabalho, pois a sua rede direta serve para validar sua proposta e dar o ibope que ele precisa, seja o seu lançamento por meio do crowdfunding, pré-venda em alguma loja on-line. Até mesmo no caso de venda em loja física, ter seus early-adopters (como são chamados os seguidores ou admiradores do seu trabalho) validando sua oferta, gera o burburinho inicial que você tanto precisa a zero custo.

Diferentemente do que muita gente pensa, o crowdfunding não funciona apenas para arrecadar dinheiro para causas sociais. O financiamento coletivo serve para qualquer projeto que esteja de acordo com as leis do país. Em países como Israel ou nos Estados Unidos, os projetos de inovação em produtos estão entre os mais populares; no Brasil, vejo um crescimento bacana deste segmento, até mesmo entre mulheres empreendedoras! 

Um case interessante de empresa é do aplicativo de relacionamentos Joinder.me. Ele é 100% brasileiro e combina os pretendentes de acordo com suas características astrológicas. A Carla Martinez Ribeiro, fundadora do app, procurou a Kickante buscando captar R$ 20 mil para fazer uma expansão das ferramentas do seu aplicativo. Persistente e apaixonada pelo projeto, Carla lançou um financiamento coletivo via Kickante e obteve sucesso na captação. Ela conseguiu, inclusive, visibilidade do app para a comunidade Kickante, um público que ainda não o conhecia.

2) Produza conteúdos relevantes para conquistar público digital em uma pré-venda online

 Este segundo ponto é provavelmente a única regra de comunicação que você precisa conhecer: “desejo gera desejo”. Desta maneira, para uma campanha de pré-venda digital viralizar, não basta jogá-la nas redes sociais uma vez e esperar que “forças da internet” a impulsionem. Isso não vai acontecer. A exemplo do mundo real, para que o retorno aconteça, o mundo online também precisa de trabalho diário. 

E a palavra-chave para aumentar as possibilidades deste material viralizar na internet é relevância. Dicas inéditas, descobertas científicas, acontecimentos inacreditáveis, listas sobre “como fazer algo” estão entre os conteúdos que mais funcionam na web. Outras opções são materiais semeando bons sentimentos e valores humanitários, cujo compartilhamento tenha o poder de expressar bondade ou ajudar os que mais precisam.  

Por fim, conteúdos alegres e positivos, capazes de demonstrar autenticidade da maneira mais honesta possível têm grande apelo nas redes sociais e podem fazer a sua mensagem atingir, de uma maneira atrativa, uma grande gama de pessoas, inclusive, eventuais investidores.

Uma última dica referente à conquista de público tem a ver com a persistência. Caso acontecer de uma postagem que você julga interessante não alcançar grande engajamento em um primeiro momento, vale lembrar que marketing é teste. Portanto, antes de desistir deste conteúdo, se faz necessário publicá-lo de novo em outros horários e conferir se o engajamento muda.

3) Organize seu banco de dados para ter um negócio sustentável

Montar (ou adquirir) um banco de dados é uma das fases essenciais para conquistar fundos para um negócio. Através dele você conseguirá estabelecer um relacionamento e formar opinião. Se houver dúvidas sobre qual a quantidade ideal para se iniciar, a dica é optar pelo simples, armazenando em uma planilha de Excel ou se valendo dos muitos bancos de dados — ou CRM (softwares de gerenciamento do relacionamento com o cliente) — gratuitos disponíveis.

Já para quem planeja comprar um banco de dados, oriento tomar cuidado, pois a maioria não funciona em curto espaço de tempo. Você precisa se certificar de estar alugando ou comprando base de um provedor respeitável, ou a sua mensagem cairá no spam de maneira massiva. Os envios a uma boa base alugada ou comprada darão um retorno de engajamento entre 0,1% a 2%, no máximo. Em captação e marketing chamamos essa lista de prospecção. Você terá que criar uma régua de relacionamento para essa pequena porcentagem a longo prazo. Dependendo do negócio, da margem e do custo da lista inicial, a conta não fechará. Por isso, é necessário ter muito cuidado na fase do planejamento.

Para evitar problemas neste sentido, recomendo perguntar ao provedor sobre a taxa de abertura e qual tema terá mais chance de interessar a esses contatos. Importante verificar também qual a taxa de clique, algo que o fará ter uma ideia de retorno de investimento, assim como uma comparação de resultado versus promessa. Coloque essa informação no seu contrato com eles, estabeleça desconto no valor caso a margem de erro esteja acima de 20% ou 30% e comece os testes!

4) Investidores

Existem vários tipos de investimentos financeiros. É essencial pesquisar com atenção o perfil de cada investidor, ler a informação nos respectivos sites e aplicar apenas para investidores alinhados com o que você faz. Você conseguirá perceber isso durante o processo de revisão da proposta de investimento, pois o processo entre o primeiro contato e o recebimento do valor é longo, e geralmente requer grande troca de informações.

A primeira dica dentro deste assunto é optar pela qualidade versus quantidade. O tempo que cada empreendedor investe nessa troca de informação com investidores que não estão buscando projetos parecidos com o seu é bem melhor aplicado trabalhando no seu negócio e dando respostas mais bem elaboradas aos poucos investidores que de fato poderão fazer a diferença para você. Planeje de forma inteligente o seu tempo.  

E principalmente: não se captam fundos quando se precisa do valor e não se começa a gastar antes de ter valor em conta. O momento de captar é um ano antes do valor ser necessário. Se você estiver desesperada, muito dificilmente conseguirá fechar um bom contrato.

5) Premiações e concessões

É essencial que as empreendedoras pesquisem todas as premiações importantes que ocorrerão naquele ano e desenhe um mapa das oportunidades pertinentes ao seu modelo de negócios. Prêmios são uma das maneiras de trazer uma grande visibilidade na mídia, networking e dinheiro para a empresa, além de uma sensação positiva de reconhecimento. 

Mesmo aqueles prêmios que não trazem, necessariamente, dinheiro, também são importantes no sentido de expandir os contatos, produzir visibilidade e ligar o nome da sua empresa a um selo de aprovação que a acompanhará.

Existe o BizPark Plus da Microsoft, que visa atrair startups promissoras para sua plataforma Azure, oferecendo US$ 120 mil como crédito de servidor. Outra premiação importante vem da IBM BlueMix: US$ 140 mil em crédito para os mais variados produtos, além do prêmio Cartier Women’s Initiative Awards, de US$ 100 mil dólares para mulheres empreendedoras – e, finalmente, o Fintech Awards Latin America, do qual sou jurada, e que oferece vários benefícios interessantíssimos para inovadores na América Latina.

Em meio a todas estas maneiras de capitalizar seu negócio, a grande lição que fica é que, apesar de ser verdade que qualquer negócio precisa de dinheiro para dar certo, isso não quer dizer que, se você não tiver dinheiro próprio para investir, não conseguirá sair do lugar. É preciso entender que as maneiras de financiamento evoluíram. O mais importante é estar atenta a estas novas oportunidades e fazer um planejamento financeiro detalhado do seu projeto de vida. Não cometa o erro de ser pessimista em relação a quanto pode cortar nos gastos mensais (todos podemos viver com menos) e otimista em pensar que vai ganhar dinheiro rapidamente, pois todos os projetos precisam de tempo de maturação.

Não existe empecilho grande o bastante capaz de parar uma empreendedora que sai de casa determinada a vencer. Não existe humilhação grande o bastante capaz de ofuscar o desejo da pessoa que tem toda a vontade do mundo de dar mais um passo na direção dos próprios sonhos. Essa é uma energia contagiante e vencedora que abre portas e fecha contratos.

Leia também: Sociedade precisa de mulher protagonista no futuro de códigos do digital

Cinco revoluções nos negócios tradicionais que você precisa conhecer

Já votou no Prêmio CLAUDIA? Escolha mulheres que se destacaram

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s