Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês
Kika Gama Lobo Por Atitude 50 Focada na maturidade como plataforma pessoal, a jornalista Kika Gama Lobo escreve sobre as sensações e barreiras que as mulheres de 50 anos vivenciam

Porn Revenge

"Então balzacas, transem, deem, divirtam-se, mas atenção à vingança pornô pelas redes sociais"

Por Kika Gama Lobo - 12 set 2018, 11h26

Você manda nudes? Faz sexo pela internet? Gosta de ver fotos pornôs e vídeos quentes na web? Um dia, no metrô, o cara ao meu lado assistia a um festival de bundas e xotas, em plena rota Ipanema-Leblon… Vergonha? Zero.

Eu dei aquela espiada e ele sacou e me mostrou o visor. Era tanta voracidade que fiz cara de paisagem. Em tempos de assédio gratuito vai que o cara me acha gostosa e me usa de consolo? Mas o tema em questão é aquela mulher madura que decide virar estrela pornô para os caras com quem está saindo.

Como as cinquentonas – muitas delas – flertam pelo Tinder, Badoo, Happn o tema é real. Mandam selfies nuas. São adeptas do sextou

Uma amiga me diz que gosta de motorista de Uber e de delegados com no máximo 35 anos. Outra ama um suburbano estilo porteiro. Outra diz que deu para o cara da obra que consertava o sinteco de seu apartamento. Piranhas velhas? Lobas taradas? Estão felicíssimas. Livres.

Continua após a publicidade

Mas aí uma outra me disse que um desses caras ameaça espalhar por zap imagens eróticas dos dois. Pensei comigo: cafajestagem existe em qualquer faixa etária e nível social.

Então balzacas, transem, deem, divirtam-se, mas atenção à vingança pornô pelas redes sociais. Pode ser novo para vocês que lá atrás acreditavam em amor eterno e na elegância masculina. Tem muito marmanjo querendo se dar bem. #omundomudou 

Leia também: Incêndio

A soma de todos os meus medos

Continua após a publicidade

VOTE no Prêmio CLAUDIA e escolha mulheres que se destacaram

Publicidade