Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês
Kika Gama Lobo Por Atitude 50 Focada na maturidade como plataforma pessoal, a jornalista Kika Gama Lobo escreve sobre as sensações e barreiras que as mulheres de 50 anos vivenciam

Bem-comida: protagonista de sua bem sucedida vida-sexual

Conheci uma doceira maravilhosa e a resposta dela sobre a manutenção de peso me surpreendeu

Por Kika Gama Lobo Atualizado em 22 fev 2018, 10h39 - Publicado em 21 fev 2018, 17h42

Passei o Carnaval na serra fluminense. Conheci algumas mulheres 50+ supersaradas na pousada em que fiquei.

Uma delas é doceira de mão cheia, faz bem-casados – aqueles doces estilo macarons, recheados de ovos, de baba de moça, de chocolate, entre outras iguarias. Loura, tatuada, aplique no cabelo, cílios implantados, bronzeada artificialmente, linda! Não aguentei e perguntei: “Como você, doceira, consegue manter o peso?” Na lata, ela disse: “Tenho uma vida sexual maravilhosa! Adoro, sou muito amada e dou o meu melhor na cama!”

Voltei para a esteira. Suada. Muda. Engoli a seco. Despacito, fui me aproximando novamente. Na piscina, horas depois, ela deu um tapa na cara da sociedade. Em meio às outras mulheres, a maioria da minha idade, com seus corpos “normais”, seus pneuzinhos e celulites (euzinha, inclusive), minha mais nova amiga apareceu enfiada em um micro biquíni de lacinho, gloss nos lábios, protetor nas tatoos, viseira linda de palha… Um deslumbre!

Eu quis saber mais:  “Qual o segredo de todo esse sucesso no sexo?” “Transamos uma vez por semana, mas com muita intensidade. Sou adepta do sexo tântrico e faço pompoarismo, além de ser expert em sexo oral. Homem diz que mulher acima dos 50 bate qualquer garotinha neste quesito.”

Já estava quase sem ar, diante desta irreverente mulher, que em outros tempos chamaríamos de (muito) bem-comida, mas que prefiro dizer que é ela a protagonista e senhora absoluta de sua intensa e bem-sucedida vida sexual, quando ela me apresentou seu namorado. Uns 55 anos, tudo em cima, careca, cara de gostar do esporte, mas nada atlético ou botocado. Estava mais para um homem comum, que se cuida. Fiz uma historinha na minha cabeça. Os dois, cinquentões, super animados, livres, bem vividos e ali na serra fazendo o que gostam. Um curtindo ao outro. Precisa mais?

Continua após a publicidade
Publicidade