CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS
Amo promoção Por Liquidações A equipe de CLAUDIA garimpa achados, comprinhas que realmente valem a pena, novas lojas e lançamentos. Fique de olho em acessórios, roupas, sapatos, maquiagem, objetos de decoração, comidinhas e bebidas e itens de tecnologia

Mappin retorna nesta segunda-feira (10)

Vinte anos após sua falência, a loja volta a existir em formato de comércio digital

Por Da Redação 10 jun 2019, 14h14

Nesta segunda-feira (10) a Mappin volta ao mercado como e-commerce. A loja estará sob o comando da Blue Group, que já é responsável pelo controle do setor digital da Marabraz. Serão 15 mil itens disponíveis para compra, com opções para o mobiliário, decoração, cama, mesa, banho e outras utilidades domésticas.

A Mappin foi adquirida pelo grupo Marabraz por R$ 5 milhões em 2009, dez anos após ter sua falência decretada. Em seu retorno, ela pretende trabalhar com produtos exclusivos e de design funcional, idealizados para espaços pequenos. Segundo o diretor comercial da Marabaz, haverá variedade na oferta de produtos. “De uma panela simples de R$ 70 até uma mais moderna de R$ 700″, disse ao Estadão.

Quanto à previsão de novas lojas físicas, os indícios apontam somente para o começo de 2020. Com endereço incerto, apenas sabe-se que ela ficará no centro de São Paulo, tal qual sua unidade mais icônica, localizada na Praça Ramos de Azevedo.

Por enquanto, o público ficará com um e-commerce com identidade visual semelhante à das lojas antigas, por questões de memória afetiva. Além disso, no segundo semestre estreará um marketplace, plataforma digital ainda maior que contará com diversos varejistas e mais de 500 mil itens em seu catálogo.

Leia também: Mulher faz cerimônia de casamento com pouco mais de R$ 2 mil

+ Clientes de banco têm desconto na exposição sobre futebol feminino

Vote e escolha as vencedoras do Prêmio CLAUDIA

Continua após a publicidade
Publicidade