CLIQUE E ASSINE A PARTIR R$ 6,90/MÊS

5 respostas sobre sexo que você sempre quis saber

Na cama, é normal que algumas dúvidas possam deixá-la preocupada. Procuramos especialistas para responder as suas perguntas e tranquilizá-la. Confira!

Por Luciana Bugni Atualizado em 14 jan 2020, 22h56 - Publicado em 13 jan 2015, 13h04

Apesar de parecer o contrário, ter dúvidas (e muitas!) sobre o que acontece com o seu corpo, sobre o interesse do parceiro ou até sobre questões de saúde são normais e muito mais comuns do que você pensa. Separamos 5 perguntas que podem ajudar, confira:

Tenho sentido pouco desejo. Como mudar isso?

A falta de vontade de transar pode ter várias razões. Para descobrir se isso é apenas uma fase ou não, reflita se há algum momento do seu dia a dia que possa estar prejudicando sua vida sexual, como a preocupação com as contas ou com algum familiar doente. Converse numa boa com seu parceiro; é essencial que ele entenda o que está acontecendo. Procure também pensar mais em situações excitantes e ler algo apimentado, que estimule sua imaginação. Além disso, é importante que você se sinta bem consigo mesma. Valorize seus pontos positivos e melhore aqueles que a incomodam. Caso a falta de desejo continue, é aconselhável procurar um terapeuta sexual.

Luciane Secco, psicóloga e terapeuta sexual

É normal a vagina fazer barulhos estranhos durante o sexo?  

Isso é bastante comum. E não se preocupe, porque esses barulhos são absolutamente naturais. Eles acontecem por causa da introdução e da retirada do pênis ou de um acessório sexual. Nesse ato, o ar do ambiente entra na vagina e precisa sair de alguma maneira. Como a penetração deixa pouco espaço, o ar sai por uma frestinha. Isso faz barulho e provoca o que chamamos de gases vaginais. Para evitar constrangimentos, troque de posição durante o sexo. Outra dica é usar lubrificante em gel à base de água. Se forem encarados com naturalidade pelo casal, esses barulhos não incomodam e podem até virar motivo de brincadeirinhas.

Celso Marzano, urologista, terapeuta e autor de O Prazer Secreto (ed. Éden)

Continua após a publicidade

Como fazer strip-tease sem ficar tímida?

Existem diversos cursos que ensinam as táticas de um bom strip-tease. Se tiver vergonha de frequentar um, procure vídeos no YouTube que mostram exatamente como se faz. Eles ajudam a se soltar enquanto tira as peças de roupa para o parceiro. Quer ousar? Compre uma lingerie nova. A hora certa de fazer o strip-tease será quando você se sentir segura. O medo de seu companheiro achar cafona ou rir some rapidinho se você acreditar no que estiver fazendo. Escolha uma personagem (tipo Marilyn Monroe) e, quando decidir começar, vá até o fim. Se ficar nervosa e esquecer o que queria fazer, improvise! Outro segredo é escolher uma música que faça você sentir vontade de transar. A música certa pode tornar seu desejo realidade.

Celso Marzano, urologista, sexólogo, terapeuta sexual e autor do livro O Prazer Secreto

Qual a posição sexual mais indicada e gostosa para eu ser feliz com meu marido gordinho?

Vale lembrar que sexo também é uma atividade física, então, quanto melhor seu condicionamento, melhor será o desempenho sexual. Antes de começar, tome um banho relaxante com ele. Coloque uma lingerie especial e escureça o ambiente. O lugar escuro o deixará mais seguro por causa das gordurinhas a mais. Comece com as preliminares e capriche nas carícias: beije-o, abrace-o, toque o corpo inteiro dele com as mãos ou com a boca. Na hora da relação, evite a posição “papai e mamãe”, em que ele vai por cima de você. A posição mais indicada é a mulher por cima. Além de ser confortável, você ficará livre para comandar a relação sexual do início ao fim. E a penetração é ainda mais profunda, dando mais prazer a você. Outra posição boa é a de lado: os dois se mexem da maneira que gostam e não cansa.

Maria Claudia Lordello, sexóloga e coordenadora da Psicologia do Projeto Afrodite da Unifesp

Estou grávida, mas não quero deixar minha vida sexual de lado. Posso ter noites quentes?

Gravidez não é doença. Mesmo que essa frase seja verdadeira, muita gente ainda não a leva a sério. Tirando impedimentos médicos ou gravidez de risco, toda mulher até o 5º ou 6º mês de gestação pode levar uma vida praticamente normal exercendo as mesmas atividades que fazia antes de engravidar, isso inclui manter a vida sexual ativa. Lembre-se: as sensações de prazer que o sexo dá podem até fazer bem ao bebê que vai nascer. O problema é que muitas mulheres deixam de ser esposas para se tornarem mães em tempo integral (mesmo antes do nascimento da criança). Portanto, não deixe sua vaidade de lado. Continue cuidando da beleza e usando roupas que valorizem seu corpo. Há lojas especializadas em gestantes que vendem lingeries sensuais de números maiores. Assim, fica fácil manter o clima de sedução na gravidez.

Lu Riva, personal sexy trainer http://www.lupompoar.com.br

Continua após a publicidade

Publicidade