Primeiros passos: um guia para os pais ajudarem no desenvolvimento dos filhos

Conheça as atitudes que devem ser incentivas – e as que devem ser evitadas - para não atrapalhar o aprendizado do seu filho

Prepare a casa para ensinar o seu bebê a dar os primeiros passos e esteja sempre por perto
Foto: Getty Image

 

Por volta do primeiro ano, a criança dá os primeiros passos com apoio – em geral deslocando-se lateralmente. Um ou dois meses mais tarde, já se arrisca a andar sozinha, com as pernas e os braços bem abertos, buscando equilíbrio. Além de aplaudir os avanços, os pais podem colaborar para que o filho vença cada etapa até caminhar com desenvoltura. Saiba como:

· Os pais devem proporcionar ao bebê um ambiente seguro, no qual ele possa se movimentar à vontade para treinar as habilidades recém-adquiridas: arrastar-se, engatinhar, sentar, levantar e, finalmente, dar os primeiros passos com apoio. “Crianças que passam muito tempo no carrinho ou no bebê-conforto naturalmente demoram a andar”, sugere a terapeuta ocupacional Fabiana de Vitta.

· Estar disponível no momento das brincadeiras, ajudando seu filho a se sentir seguro e confiante enquanto arrisca os primeiros passos.

· Estar atenta à postura dos bebês e à maneira de ajudá-los. “Ao segurar a criança pelas mãos, ficando atrás dela, é comum os pais, sem perceber, impedirem o pequeno de se apoiar nos próprios pés. A diferença de altura faz com que eles acabem arrastando o bebê, impedindo-o de treinar o equilíbrio”, explica Fabiana. O jeito certo: se agachar apoiando a criança na região do peito.

 

Primeiros passos: um guia para os pais ajudarem no desenvolvimento dos filhos

Cair também tem seu lado positivo: a criança aprende a se levantar e a recomeçar
Foto: Getty Image

 

Tombos são necessários

Os pais também devem se preparar para ver o bebê cair muitas e muitas vezes. E é preciso controlar o pânico e ter em mente que as quedas são parte importante do aprendizado da marcha. “É inevitável que a criança faça várias tentativas frustradas antes de se pôr de pé e andar livremente. Ao cair, ela aprende a levantar e recomeçar, o que é muito positivo “, diz a fisioterapeuta Aneline M. Ruedell.

Para evitar acidentes, basta remover do alcance do seu filho pequeno enfeites de vidro ou cerâmica e objetos pontiagudos ou que possam ser engolidos, como moedas, tampas de caneta etc. Mantenha, ainda, os fios dos aparelhos escondidos e instale protetores nas tomadas e móveis com quinas. Telas nas janelas são indispensáveis para quem mora em apartamento.


Atitudes que devem ser evitadas pelos pais

· Deixar a criança por períodos prolongados no carrinho ou na cadeirinha.
· Colocar o pequeno no andador.
· Calçá-lo com meias sem solado antiderrapante, que não dão estabilidade.
· Atender prontamente aos pedidos do bebê, oferecendo objetos que ele poderia alcançar sozinho locomovendo-se.
· Manter o filho calçado o tempo inteiro. O contato do pé com o solo aumenta a segurança para andar.
· Colocar a criança no chão para brincar sempre sozinha. O ideal é que um adulto interaja com ela, fazendo-a se sentir segura e estimulada a explorar o ambiente.
· Não preparar a casa para os treinos de locomoção, expondo o filho a riscos.
· Forçar o pequeno a ficar em pé e andar mesmo quando ele quer apenas engatinhar ou sentar (14 meses é a idade média em que os bebês começam a andar sem apoio e já querem explorar tudo ao redor).
 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s