Em carta emocionante, garotinha autista dá uma lição sobre estigma e preconceito

“Eu nasci com autismo, mas não nasci má“, escreveu Cadence, de apenas 7 anos.

Cadence tem apenas 7 anos e foi diagnosticada com autismo. Durante um diálogo com a mãe, escrito em uma folha de papel, a pequena deu uma grande lição sobre respeito e preconceito.

Apesar da pouca idade, questionou, com firmeza: “Ter autismo me torna má?”. A mãe perguntou a razão da interrogação. Na resposta, Cadance foi lúcida e muito sensível: “Os adultos sempre dizem que é difícil ser mãe ou pai se seu filho tem autismo e dizem na TV que seu autismo pode machucar as pessoas. E que crianças autistas precisam ser colocadas separadamente para manter os outros a salvo. Eu nasci com autismo, mas não nasci má“, disse ela.

A intenção de Angela, a mãe da garotinha, ao compartilhar a história foi, justamente, ajudar a levar essa mensagem para frente e quebrar todos os estigmas sobre esse transtorno.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s