Café verde emagrece?

O café verde, em forma de cápsulas, surge no mercado como mais uma promessa para perder peso. Entenda melhor essa novidade e confira a opinião dos especialistas.

O ideal é consumir três cápsulas diárias de café verde antes do café da manhã
Foto: Corbis

Verde x Preto

O café verde nada mais é do que aquele que não passou pelo processo de torrefação – é nessa etapa que a bebida ganha aroma e sabor agradáveis, próprios para a degustação. O extrato do fruto in natura, portanto, não é gostoso. Por isso, é consumido apenas em forma de cápsulas, encontradas em lojas de produtos naturais ou, então, manipuladas. Há outras diferenças na comparação com o café preto. Por exemplo: possui uma dose um pouco maior de cafeína e alta concentração de ácido clorogênico, elemento que se perde durante o processo de torrefação. Segundo os especialistas, é essa a substância responsável pelo emagrecimento. De acordo com um estudo da Universidade de Scranton, nos Estados Unidos, realizado no ano passado, o consumo de três cápsulas de 400 miligramas todos os dias – 30 minutos antes do café da manhã, almoço e jantar – reduz em até 10% o peso corporal em cerca de dois meses. Ou seja, em tese, uma mulher de 60 quilos poderia perder até 6 quilos em 60 dias graças à ingestão do extrato de café verde.

A ação no organismo

“O ácido clorogênico impede que o organismo utilize o açúcar dos alimentos ingeridos como fonte de energia. Assim, o corpo é obrigado a retirar essa energia do próprio estoque de gordura”, explica a médica nutróloga Marcella Duarte, diretora da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran). Na prática, significa que, além de evitar o acúmulo de gordura localizada, a substância ajuda a regular os níveis de glicose no sangue – motivo pelo qual o café verde tem sido indicado para pacientes diabéticos como auxiliar no tratamento da doença. Também existem relatos sobre sua ação na melhora do humor, o que o tornaria um possível aliado no combate à depressão. Mas isso ainda não está comprovado.

Para a nutricionista Roseli Rossi, da clínica Equilíbrio Nutricional, em São Paulo, a cafeína é outro componente a ser levado em conta na perda de peso. “Apesar de a quantidade em relação ao café preto ser só um pouco maior, a ação termogênica dessa substância é importante por estimular o metabolismo”, diz a especialista. Trata-se de um recurso eficaz, mas é preciso lembrar que as cápsulas não fazem milagre sozinhas. “Elas podem potencializar a dieta, acelerando os resultados, mas só fazem sentido como coadjuvante de uma rotina saudável que inclua exercícios e alimentação balanceada”, ressalta a nutricionista Flávia Morais, da rede de lojas Mundo Verde, que comercializa as cápsulas. Embora seja natural e não necessite de recomendação médica, o consumo contínuo pode agravar casos de hipertensão, úlcera, gastrite e insônia – então, melhor checar com seu médico ou nutricionista a indicação de uso para você. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s