Conheça a companhia que permite aos bailarinos trazerem seus cães nos ensaios

A possibilidade de trazer os peludos para o trabalho subtrai dos dançarinos uma carga inestimável de stress

A American Ballet Theatre de Nova Iorque, uma das companhias mais respeitadas do mundo, permite que os dançarinos tragam seus cãezinhos para a sala durante os ensaios. E o famoso fotógrafo de cachorros Elias Friedman – conhecido como The Dogist – não podia deixar oportunidade de fazer fotos incríveis e acabou registrando os peludos para uma série especial recentemente publicada em seu Instagram e Facebook

 

 

Susie Taylor, uma das integrantes da academia de ballet, declarou ao site Mashable que a presença dos animais é permitida desde 1980: “Os ensaios costumam durar muitas horas, então deixar os dançarinos trazerem seus pets faz com que eles não precisem pagar algum lugar para eles ficarem enquanto estão aqui ensaiando.”

 

 

Para o fotógrafo Friedman, o projeto acabou se transformando em um dos mais ricos de toda a sua carreira. “Foi uma das minhas séries especiais favoritas que eu fiz para o meu projeto The Dogist. Os registros contam uma hisória interessante sobre como os cachorros podem mudar a vida de um dançarino profissional. Para mim, ficou claro que os dançarinos se dedicam exaustivamente àquela arte, e ter um grande amigo por perto para fazer companhia nos altos e baixos faz realmente a diferença”, disse ele. 

 

 

A possibilidade de trazer seus cães para o trabalho também subtrai dos dançarinos uma carga inestimável de stress: “Eles amam ter seus amigos de quatro patas por perto, porque além de deixarem o ambiente mais familiar, os bichinhos aliviam o stress de um trabalho que exige muito do corpo e da mente”, explicou Taylor. 

 

 

Mesmo tentando permanecer calmos e relaxados durante os ensaios, às vezes as coisas saem um pouco de controle com alguns peludos mais bagunceiros.  “Na maior parte do tempo, os cachorros ficam quietinhos no estudo enquanto seus donos estão ensaiando.” Disse Taylor: “No entanto, alguns precisam passar o dia nos escritórios do nosso departamento artístico. Já me disseram que aconteceu uma ou duas vezes um cachorro ficar esperando para que alguém abrisse a porta do escritório para sair, e ainda fez uma arruaça pelo estúdio tentando encontrar o seu dono.”

Reprodução/Facebook/The Dogist

Reprodução/Facebook/The Dogist

Se você gostou do projeto e quer ver mais fotos dos cãezinhos na American Ballet Theatre, confira o álbum inteiro aqui

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s