5 dicas para incorporar o hábito da atividade física

Após vários meses brigando comigo mesma, pedi socorro para amigas que conseguem seguir uma rotina certinha - e elas me deram dicas valiosas. Vem ver!

Exercícios físicos fazem parte da minha rotina desde bem pequena. Natação, dança, corrida, foram alguns deles. Mas apesar de adorar fazer atividade física, um grande inimigo sempre me atrapalhou: o sono. Acordar cedo para mim sempre foi (e acredito que sempre será) um problema – e isso me atrapalha bastante, principalmente hoje em dia, para conseguir seguir uma rotina. Com o trabalho, fica um pouco mais difícil deixar para me exercitar pela noite… Ao mesmo tempo, levantar mais cedo não tem sido nada fácil.

Resolvi, no ano passado, me matricular em uma academia perto de casa. A praticidade seria meio caminho andado… De fato, os seis primeiros meses foram um sucesso. Rolou aquela animação de aulas diferentes, roupa nova, tênis novo! Consegui ir direitinho, vários dias por semana.

O problema é que, nesse quesito, 2017 começou BEM mal. Estamos praticamente em abril e eu ainda não entrei na rotina da academia… Depois de reclamar muito pelos corredores, minhas colegas de redação compartilharam alguns truques que as estimulam a seguir uma rotina mais certinha. Vou aderir (todos!), para tentar reverter essa situação o quanto antes. Olha só o que elas disseram:

Clara Novais, coordenadora de CLAUDIA online:

“O segredo é não enrolar na cama. O despertador toca e eu já me levanto sem pensar duas vezes. No primeiro mês é mais difícil, depois fica fácil, parece que o corpo acostuma. Outra coisa: evito ao máximo faltar. Só deixo de ir quando tenho um motivo muito forte – doença, viagens… Uma vez que você falta por preguiça, você abre espaço para faltar recorrentemente por esse motivo. Outra coisa que me ajuda é ir no mesmo horário que uma amiga, assim sempre penso “ela já se levantou, eu também consigo”.

Isabella D´ercolle, editora de comportamento e cultura:

“A minha dica é colocar objetivos pequenos e próprios em mente. Tipo: conseguir ir 2 vezes essa semana. Na outra: 3 vezes. Na outra: ir correr 1 dia no parque”

Beatriz Chimelli, Designer:

“Para mim o exercício diário tem que unir duas coisas: o local tem que ser perto e fácil de chegar e a atividade tem que fazer você se sentir bem durante e depois.  Além disso, procuro não pensar em exercício como uma obrigação para perder peso. Penso na saúde. Afinal, é um grande aliado na prevenção de muitas doenças e do envelhecimento saudável”.

Beatriz Koch, editora de Casa & Cozinha:

“Quando me exercito, me sinto mais ativa, parece que até os pensamentos fluem melhor. Vou ao trabalho sabendo que já fiz algo por mim, pelo meu corpo e mente, e isso me alivia e até me estimula a acordar mais cedo”.

Isabella Marinelli, repórter de CLAUDIA Online

“Para mim também é difícil. Me esforço bastante, mas o que me faz levantar da cama é pensar na sensação pós-exercício. É tão boa que acaba falando mais alto que a preguiça”.

 

Já me sinto mais animada! Espero que você também 🙂

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s