Entrevista de emprego: qual resposta pode eliminar um candidato?

Com algumas dicas, você se sairá bem em todas as questões dos recrutadores

Existe alguma resposta que pode eliminar um candidato em uma entrevista de emprego? E uma que vai me ajudar a conseguir a vaga?

O processo de contratação é mais sofisticado do que um jogo de erros e acertos mas eu tenho duas dicas que são curingas e podem ajudar na maioria das circunstâncias. Veja exemplos:

Resposta errada

Nunca demonstre desconhecimento ou desinteresse pela empresa ou sua área de atuação. Seja qual for a natureza da companhia para qual você se candidatou, uma confecção de tecidos, uma empresa de mídia ou uma indústria de cosméticos, jamais diga que não se interessa muito por roupas, que não assiste TV e não liga para produtos de beleza. Mesmo que esteja dizendo a verdade, é sua obrigação “se interessar muito” (se gostar, melhor ainda) pelo que faz a companhia para a qual pretende trabalhar (uma vez na Editora Abril entrevistei um rapaz muito inteligente para uma vaga de trainee que disse que “não lia revistas”…). Lembre-se que seu entrevistador trabalha ali e, no mínimo, e vai considerar sua “sinceridade” ingênua ou ofensiva.

Resposta certa

Ao final de uma entrevista, o recrutador costuma perguntar se há alguma coisa que você, candidata, gostaria de dizer ou perguntar. Resista à tentação de encurtar a conversa e fechar a sessão com alguma pergunta breve e protocolar. Ao contrário, invista no seu tempo: pergunte ao seu entrevistador qual foi o melhor momento que ele já viveu naquela companhia. Essa pergunta, dica de orientadores de carreira muito sabidos, soa como curiosidade inocente mas vai trazer insights importantes sobre o lugar: os valores da pessoa que está fazendo a entrevista, os valores da empresa, o clima de trabalho e como você se encaixa nesse cenário. A pergunta sobre o o melhor momento de alguém dá a ele a a oportunidade de buscar essa memória positiva dentro de si e estabelecer uma conexão emocional com você. As pessoas, entrevistadores inclusive, gostam de quem parece disposto a ouvir o que pensam ou sentem.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s